Em manifestação feita em Salvador, estudantes se mobilizam contra o programa Escola Sem Partido

001
“É um absurdo quererem reprimir os professores que muitas vezes são os responsáveis por construírem o caráter pensante dos estudantes, principalmente os de escola pública que em sua maioria possuem baixa renda e pais analfabetos”, afirmou a estudante, Luiza Farias, durante o movimento Fora Temer que acontece em Salvador, neste domingo (31).
Filho de pais professores, Carlos Cruz acredita que a iniciativa traz um retrocesso na educação pública. “Sou filho de professores e fui estudante de escola pública. Vi de perto o poder da educação e quantas vezes meus pais foram responsáveis por mudar a vida de jovens sem perspectiva nenhuma. As crianças ligam a televisão e se tornam alienados por tudo que é reproduzido pela mídia.  Se os professores não poderão  mostrar para eles que as coisas são diferentes, quem vai fazer? Os pais pobres e sem educação? O governo quer fermentar a prática do pão e circo”, disse.
007
O projeto de lei “Escola sem partido” está em tramitação no Senado e pretende restringir as discussões consideradas políticas e as reflexões críticas no ensino a quem ministra as aulas. Caso a matéria seja aprovada, fica proibido também o ensino da ideologia de gênero.
O projeto tramita na Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), onde aguarda o voto do relator, senador Cristovam Buarque (PPS-DF).

Bocão News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.