Agentes fazem novas denúncias de irregularidades trabalhistas no Conjunto Penal de Juazeiro-BA

 

Agentes penitenciários do Conjunto Penal de Juazeiro-BA voltaram a procurar a redação do Portal Preto No Branco, com novas denúncias de irregularidades trabalhistas, que estariam ocorrendo na unidade. Atualmente, 240 profissionais, entre homens e mulheres, são responsáveis pela segurança no presídio, contratados pela empresa Reviver Administração Prisional.

Ontem (13), o PNB publicou uma matéria sobre outras denúncias de irregularidades no CPJ, feitas, também por agentes, que relataram desvio de função, não cumprimento do pagamento da periculosidade, de insalubridade e não pagamento do vale transporte ou o benefício do itinerário.

Clique aqui e veja a matéria na íntegra

De acordo com as novas reclamações, os agentes, que  trabalham em regime de escala, 12h por 36h, e recebem um salário de R$ 1.250, com os descontos, estão sem reajuste salarial desde 2015. “A empresa Reviver não está nem ai para essa situação. Eles dizem que não tem previsão para aumentar nossos salários e ainda avisam que quem estiver achando ruim, que peça pra sair, pois aqui fora existe um milhão de pessoas para trabalhar no nosso lugar”, conta um agente que preferiu não se identificar.

Além de ameaças, os agentes também acusam a empresa responsável pela administração do CPJ, de perseguição aos funcionários. “Diante das condições precárias de trabalho, vários agentes querem sair do emprego, mas eles não dão a demissão querendo que os agentes se demitam para perder os 40% e o seguro desemprego. Aí, como os agentes não pedem, a Reviver fica massacrando os funcionários, mudando os plantões sem dá explicações”, relatou outro agente.

Os profissionais denunciam que foram proibidos de fazerem permutas e que por conta disso, sofreram descontos nos salários. “Se precisarmos de uma folga, eles não dão, mesmo a gente pedindo com antecedência e fazendo acordo para pagar o dia de trabalho antes ou depois da folga. Eu e demais colegas fomos vítimas dessa situação no mês de outubro. Comunicamos com 45 dias de antecedência que iríamos fazer o concurso para agente penitenciário, em Fortaleza-CE, e que precisaríamos sair daqui na sexta-feira a noite, por conta da distância entre as cidades. Apesar disso, eles disseram que não liberariam ninguém e também não quiseram receber a declaração de que fizemos a prova. A empresa descontou quatro dias do nosso salário, ou seja R$ 188,00”, acrescentou outro funcionário.

Eles também reclamam que estão sendo proibidos de entrarem no CPJ com relógios de pulso, diferente de outros profissionais, como assistentes sociais, advogados, terapeuta ocupacional, técnicos de enfermagem, funcionários da direção e gerência, supervisores, entre outros.

Os agentes finalizaram reclamando da falta de reconhecimento ao trabalho da classe. “Quando é realizado o procedimento de “baculejos” dentro dos pavilhões da unidade temos o apoio da polícia militar, mas quem entra nas celas atrás de celulares, drogas, entre outras coisas e mexe nos esgotos e fezes, somos nós. Mas, só quem ganha o mérito são os PMs. Enquanto nós não somos reconhecidos nem pela empresa, que ainda alega que não fazemos nenhum desses procedimentos”, disse um agente.

O Conjunto Penal de Juazeiro foi inaugurado em 2006 e desde 2008 é, administrado pela Reviver Administração Prisional. Atualmente, o presídio, que tem capacidade para cerca de 740 detentos, abriga 967 presos, entre homens e mulheres,  um número bem acima da capacidade do espaço.

A redação do PNB encaminhou as denúncias a Delegacia do Ministério do Trabalho, ao Conselho Municipal dos Direitos Humanos e também solicitou esclarecimentos a Reviver Administração. Até o momento não obtivemos respostas.

Da Redação Por Yonara Santos

6 Comentários

  • Ex.Agente disse:

    Todas essa denuncias são verdadeiras, só nos agentes do CPJ sabemos o que passamos lá dentro a Gerencia faz o que quer destratas os agentes o verdadeiro assedio moral e desrespeito e a direção não fez nada …….. Essa Gerente ADM chegou tirando nosso banco de horas, nossas permutas, não aceitas atestado de acompanhante e de comparecimento, tiramos ferias e quando retornamos no dia 30 o 31 trabalhamos de graça e se faltarmos e descontado e ainda levamos punição de 3 a 5 dias descontados no salario.

  • Agente disse:

    Como sempre não acontece nada com a empresa citada, como e acorbertada pelos grandes politicos do estado com quem ela tem essa alinça, com todos essas denuncias so vai fica rnisso mesmo e quem perde e sempre a classe dos trabalhadores quem k so os seus direitos adiquiridos por lei, mais como a lei nao serve para os trabalhadores, agora esses k fizeram a denuncia vam ser perseguidos e depois demitidos.

  • Agente disse:

    Em relação ao pessoal que foi fazer o concurso de agente no Ceará, teve ate supervisor fazendo lista do pessoal que ia pra entregar a gerência como ameaça as funcionários ,dizendo tomara que passem pq se. Nao…. Tem que mudar a gerente, o coordenador,o gerop e direção desta unidade,e deviduo a essas denúncia feitas no blog estão já com as piadinha e ameaças, atirando pra todos os lados querendo culpar alguém.

  • Juliane leite disse:

    Todas essas afirmações são verdadeiras , inclusive também fui demitida por que precisava de tirar a CNH para prestar concurso público e me demitiram por conta disso , agora me diga um cidadão não tem direito a habilitação? Tá difícil viu isso .

  • Lacerda disse:

    a única explicação para todo esse descaso está aí estampado CORRUPÇÃO alguém está ganhando muito para passa a mão na cabeça da empresa pois também afirmo que todas essas informações são verdadeiras e e fácil comprovarem isso é só manda um perito judicial que seja idôneo honrado honesto para que acompanhe um dia de trabalho dos agente penitenciário na abertura do presídio e no fechamento onde quem faz são os agentes colocando suas próprias vidas em risco.

  • Agente cpj disse:

    Realmente as Denuncias são Realmente Verdadeiras com Relação as Escoltas Externas para Hospitais Fórum e etc e Só Perguntar a Qualquer Policial que fique no Corpo da Guarda do CPJ nos fazemos sim e ainda não usamos coletes Balísticos. E Com Relação ao Trabalho interno somos nos que Abrimos e Trancamos a cadeia Toda Fazemos Revista na Celas e nas Pessoas que Adentram Aquele Lugar, E Com Relação aos Módulos os Colegas que la Trabalham São Perseguidos e não Podem Ficar nos Portões da Base do Módulo para amenizar o calor que e muito grande pois não temos ventiladores para e se formos pego na entrada da Base somos Punidos Principalmente por um Supervisor em Especial, segundo ele e ordem da direção e gerencia, Gerencia essa que só serve para perseguir, maltratar o funcionário e punir e nunca para buscar benefícios para a nossa função e uma boa execução dos trabalhos, E com relação ao planos de saúde e e muito bom mesmo mas se colocarmos um dependente pagamos 100% do valor. O transporte e descontado e a alimentação também, o percurso do ônibus não atende a todos. E PEDIMOS QUE AS AUTORIDADES VEJAM NOSSA SITUAÇÃO E NOS AJUDE………. SE FORMOS NA JUSTICA DENUNCIAR SEREMOS PUNIDOS POIS HOJE FICOU MARCADO DE IR NO MINISTERIO DO TRABALHO E TINHA GENTE DA EMPRESA LÁ OLHANDO QUEM FORMA LA DENUNCIAR PARA DEMITIR DEPOIS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.