Polícia prende suspeitos por homicídios e tráfico de drogas em Petrolina

(fotos: divulgação/Polícia Civil)

A Polícia Civil em Petrolina, no sertão de Pernambuco, prendeu na manhã desta quarta-feira (14) quatro homens suspeitos serem os responsáveis pelo assassinado de um casal, no mês de fevereiro. Os corpos das vítimas foram encontrados carbonizados, dentro de um carro, em uma estrada de terra, próxima ao Loteamento Topázio, na saída da cidade.

As prisões foram feitas durante a ‘Operação Fênix’. Na casa de Dionato Evangelista, apontado pela polícia como líder do grupo e principal responsável pelo tráfico de drogas no bairro Terras do Sul, foram encontrados 12kg de pasta base de cocaína, R$ 4,5 mil em dinheiro, celulares , computadores e uma balança de precisão. Dionato foi preso no município de Curaçá, no Norte da Bahia.

Patrick Duarte Braga, José Rogério de Souza Lima, conhecido como Didi, e Antomar Alves de Brito, que cumpre pena no Presídio Doutor Edvaldo Gomes, em Petrolina, também foram presos. Joseilton dos Santos, conhecido como Zeilton, está foragido. De acordo com o delegado Magno Neves, responsável pelas investigações, todos eles têm envolvimento com os homicídios e tráfico de drogas.

(foto: Reprodução/TV Grande Rio)

As mortes de Raimundo Ivanildo Batista, conhecido como Dinho, e da esposa dele, identificada como Raquel, teriam sido motivadas por uma dívida de drogas.

“O homicídio das vítimas estava justamente relacionado a uma dívida de drogas, entre a vítima e a pessoa de Dionato. Ele [Dionato] foi o alvo principal dessa operação. Ele funcionava como articulado desse grupo. Hoje nós desmantelamos essa organização criminosa. Existem outros inquéritos intitulando ele em outros homicídios, antes do de fevereiro. Há também indícios em outros pelo domínio do tráfico de drogas no Grande José e Maria, São Joaquim e Santa Luzia”, explica o delegado.

A ação contou com a presença de 80 policiais civis, entre delegados, agentes e escrivães. Os suspeitos e os materiais apreendidos foram encaminhados para a 25 ª Delegacia de Homicídios. De acordo com o delegado Magno Neves, as investigações seguem até a prisão de Joseilton.

G1 Petrolina

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.