Mais de 200 profissionais serão selecionados para atuar em policlínicas da Bahia, includindo Juazeiro

(foto: reprodução)

Cerca de 220 profissionais serão contratados para atuarem nas policlínicas das regiões de Vitória da Conquista, Juazeiro, Jacobina e Paulo Afonso, com salários que podem chegar a R$10 mil. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado da Bahia (Sesab), o edital será lançado em breve, e a seleção vai contratar profissionais de diversas especialidades.

Serão contratados enfermeiros, técnicos de enfermagem, nutricionista, farmacêutico, ouvidor, psicólogo, assessor técnico, assistente administrativo e técnico em radiologia. As quatro unidades têm previsão de inauguração no primeiro semestre de 2019, segundo a SESAB. Os presidentes dos consórcios de saúde assinaram contrato com Fundação de Apoio à Educação e Desenvolvimento Tecnológico (Cefet).

Policlínica de Juazeiro

A ordem de serviço para a construção da Policlínica Regional de Saúde na região de Juazeiro e o protocolo de intenções para a constituição do Consórcio Público Inter-federativo de Saúde do município, medida essencial para assegurar o funcionamento da policlínica da região, foram assinados em 5 de abril durante visita do governador Rui Costa à cidade.

A unidade será instalada em área construída predial de cerca de três mil metros quadrados, onde serão realizados serviços referentes a urbanização, estacionamento, acessibilidade, arborização, redes de interligação de água, esgoto, drenagem e energia elétrica. A Região de Saúde de Juazeiro é formada por 10 municípios e todos aderiram ao Consórcio Público para implantação da policlínica, que atenderá uma população de 544 mil habitantes.

As policlínicas são iniciativas do governo do Estado, executadas pela Sesab, que visam suprir a lacuna que existe entre a atenção básica e a média complexidade. Neste modelo de financiamento, o Estado investe na construção e aquisição de equipamentos e micro-ônibus, além de custear 40% da manutenção. Aos municípios consorciados cabe o rateio dos 60% restantes da manutenção da policlínica.

São oferecidas consultas em até 18 especialidades diferentes, além de exames como ressonância magnética, tomografia computadorizada, ultrassonografia, ecocardiografia, eletroencefalograma, endoscopia e colonoscopia. Para o deslocamento dos pacientes, são disponibilizados micro-ônibus com ar condicionado que buscam os moradores nos seus municípios e os levam até as policlínicas. Após as consultas, eles são levados de volta para suas residências.

Da Redação

4 Comentários

  • Rute Maria disse:

    Vai ser uma seleção ou concurso?

  • Maria de Deus G. Cabral disse:

    Boa noite. Seria interessante para suprir as vagas a realização de um concurso público.

  • MARIA disse:

    Sabe porquê não há concurso público para efetivar funcionário da saúde na Bahia? Pq o seu povo é pacífico demais. Esta imoralidade de concurso tipo “REDA” infinito só acontece no estado da Bahia. Gente, vamos acordar!!!! Denunciem ao MPF esta imoralidade de trabalho. A população merece ter seu atendimento sem interrupção. os profissionais de saúde merecem ter carreira de servidores efetivos. A necessidade existe e é patente a qualquer olho. Chega de REDAsssssss da vida. Lutemos. Vamos protocolar junto ao MPE e MPF denúncias sobre este escalando na saúde pública da BA! Vamos à luta.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.