“A paciente está recebendo assistência necessária”, diz SESAU sobre vítima de erro médico ocorrido no Hospital Materno Infantil de Juazeiro-BA

 

Na tarde de ontem (17), o Portal Preto No Branco relembrou o caso de Elneide Silveira de Oliveira, de 32 anos, que acusa um médico do Hospital Materno Infantil de Juazeiro-BA de esquecido material cirúrgico em seu abdômen durante o parto cesário realizado em janeiro deste ano. Em conversa com o PNB, a mãe da vítima, Maria Aparecida Feitosa, relatou as dificuldades que a filha vem passando  desde o erro. De acordo com ela, há um mês Elneide foi encaminhada para o Hospital Regional de Juazeiro, onde realizou uma cirurgia para retirar o material, mas os pontos acabaram abrindo, causando desconfortos na paciente.

“Ela está com dois buracos na barriga, que a cada dia ficam maiores. Já fomos em quatro médicos e eles disseram que é normal e mandaram ela para casa. Mas nós acreditamos que algo de errado está acontecendo. Minha filha continua sentindo dores no abdômen e nem consegue se alimentar direito. Até hoje ela não pôde nem sequer segurar o filho de seis meses no colo”, relatou Maria Aparecida.

A mãe de Elneide também declarou que sem assistência do poder público, a vítima está enfrentando dificuldades financeiras. “Ela acabou se endividando para comprar remédios e fazer exames particulares. Hoje ela está afastada do trabalho por licença médica e até agora não recebeu  nenhuma parcela do auxílio doença. O bebê dela está com seis meses e o marido está desempregado. Eles estão precisando de ajuda, pois a prefeitura não está dando nenhum tipo de assistência para eles’, declarou.

(Veja a denúncia completa aqui)

Em nota, a Secretaria Municipal da Saúde se manifestou sobre o caso.

Veja a nota na íntegra

 

A Secretaria Municipal da Saúde informa que a paciente Elneida Silveira de Oliveira recebeu a assistência necessária para que seu problema fosse resolvido o mais rápido possível. Quando a secretaria tomou conhecimento do fato, no dia 06 de junho de 2019, mobilizou a equipe para que as providências necessárias, como internação (realizada no dia 07/06), assistência familiar (entrega de latas de leite no dia 10/06, para que a alimentação do filho pequeno da paciente não fosse prejudicada) e o procedimento cirúrgico (“Laparotomia Exploratória”, realizada no dia 12/06) fossem adotadas.

A Secretaria da Saúde informa ainda que, após receber alta, no dia 19/06, entrou em contato com a paciente mais uma vez, solicitando a receita médica para que fossem providenciados os medicamentos, mas a paciente disse que não precisava, pois o médico havia passado apenas ‘dipirona’ e ‘simeticona’, e que ela já havia providenciado.

Apenas ontem (16/07), a SESAU teve conhecimento que a paciente estaria sentindo fortes dores e que, diante disso, solicitou hoje a entrega de material curativo, medicamentos necessários e, ainda, agendou uma consulta de reavaliação com um médico cirurgião, que será realizada na noite de hoje no Hospital Universitário, em Petrolina, bem como providenciou o deslocamento da mesma até a unidade de saúde. A paciente está recebendo assistência necessária, bem como sua família.

 

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.