Sanatório de Juazeiro-BA dispensa pacientes e deixa famílias preocupadas

(Foto: Reprodução/Google Street View)

Fundado em 1957, o Sanatório Nossa Senhora de Fátima de Juazeiro-BA, ambulatório psiquiátrico especializado no tratamento de doenças e transtornos mentais, pode fechar as portas na próxima semana. A informação foi repassada ao PNB por uma mãe de paciente da unidade e que foi pega de surpresa com a notícia dada pela diretoria da instituição.

Há cerca de um mês, a dona de casa precisou internar seu filho, de 23 anos, no ambulatório. Ele sofre de esquizofrenia, doença psiquiátrica que se caracteriza pela perda do contato com a realidade, e precisou da assistência após sofrer um crise.

Entretanto, a internação do filho precisará ser interrompida. É que na última quinta-feira (1º), uma profissional informou os serviços da instituição serão interrompidos na próxima quarta-feira (14). A justificativa seria a falta do repasse das verbas pelo município.

“Fiquei muito preocupada (ao receber a notícia). Não pensei só em meu filho, mais no coletivo. Lá tem pessoas que as famílias abandonaram. A saúde mental pede socorro”, desabafou a dona de casa.

Inconformada com a notícia, a mãe do paciente decidiu procurar o Ministério Público para apurar a informação. Lá, a promotora informou que os recursos estão sim sendo repassados. “Ou seja, o dinheiro não está chegando à instituição”, acrescentou.

Diante da notícia, a dona de casa decidiu antecipar a vinda do filho para casa, mas se diz preocupada. “Ele continua desestabilizado. Estou muito receosa, pois não sei o que vai acontecer agora, aqui fora, pois ele ainda está estável. Mas como vai fechar, essa é a única alternativa que me resta. Não tenho condições de pagar um serviço particular”, contou.

Ainda conforme ela, já há algum tempo o Sanatório Nossa Senhora de Fátima vem mostrando sinais de precariedade. Segundo a mãe, os pacientes já não estavam sendo mais alimentados, e o médico da instituição suspendeu os atendimentos desde a segunda-feira da semana passada.

Hoje (07), os vereadores de oposição de Petrolina divulgaram que só neste último mês, 25 dos 82 pacientes internados no sanatório foram dispensados.

Para discutir sobre a situação e buscar soluções para evitar o fechamento da unidade, os vereadores Major Enfermeiro, Zenildo do Alto do Cocar, Gilberto Melo e Cristina Costa, se reuniram nesta quarta-feira (07), com a direção do Sanatório Nossa Senhora de Fátima, Maria Olívia Dewilson Oliveira e Ivonete de Souza Silva Melo.

Durante o encontro ficou definido que será agendada uma reunião  entre o Ministério Público Federal, Secretárias Municipais de Saúde de Petrolina e Juazeiro e Prefeitos dos dois municípios. Os parlamentares também pretendem marcar uma audiência pública para chamar os municípios da Rede PEBA que encaminham paciente ao Sanatório nossa Senhora de Fátima. (Veja aqui)

Irregularidades

Nos meses de maio e agosto do ano passado, o PNB veiculou matérias expondo a situação do Sanatório: em ambos os casos, o problema era o mesmo: falta de repasses financeiros, prejudicando o funcionamento. Entretanto, nas duas situações, o município atentou para a existência de irregularidades, fato que estaria impedindo o repasse da verba.

Em maio, em resposta ao site, a SESAU atentou que a unidade necessitava de regularização perante o município quanto as suas obrigações tributárias, tendo em vista que uma das cláusulas do contrato de prestação de serviço é a unidade estar em dia com as obrigações no município, e solicitou da administração da referida unidade, a regularização “para que nos demais meses não ocorra nenhum contratempo referente a pagamento e os serviços continuem sendo prestados de modo a atender a população de forma ampla”, dizia a nota (leia na íntegra).

Em agosto, a mesma situação se repetiu, e a Procuradoria Geral do Município justificou que o atraso se devia as irregularidades (leia na íntegra).

Novo fluxo de internações

Desde fevereiro, o ambulatório psiquiátrico não está mais atendendo pacientes através de demanda espontânea. Após decisão da Prefeitura do Município, a unidade passou a receber somente pacientes com indicação médica de internação, regulados através da Central de Regulação Interestadual de Leitos (CRIL).

Uma outra mudança anunciada pela prefeitura, diz respeito aos pacientes em crise psiquiátrica, que passariam a ser encaminhados para os serviços de urgência do seu município. Após estabilização e avaliação médica, caso a internação não seja necessária, o paciente passaria a ser encaminhado às demais unidades da rede de Atenção Psicossocial (RAPS), como CAPS, Unidade Básica ou Ambulatório de Psiquiatria na Policlínica Municipal.

Esta reestruturação passou a ocorrer em todos os municípios que encaminham pacientes para o Sanatório, a exemplo de todas as cidades da região norte da Bahia, municípios do Pernambuco, em um raio que se estende até Serra Talhada, além de municípios do Piauí, até São Raimundo Nonato.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.