SESP e SAAE de Juazeiro respondem denúncia sobre descarte irregular de lixo em terreno no bairro Piranga II

IMG-20190820-WA0045
IMG-20190820-WA0047
IMG-20190820-WA0036
IMG-20190820-WA0040
IMG-20190820-WA0035

(fotos: divulgação/arquivo pessoal)

Na última quarta-feira (21), o PNB publicou a denúncia de um morador do bairro Piranga II, em Juazeiro, norte da Bahia, sobre o descarte irregular de lixo doméstico em uma área de propriedade privada. Na época, ele relatou ainda, em conversa com a equipe, que a queima do resíduos irregulares, ocasionada pela própria população, e a falta de iluminação também causavam na comunidade.

Segundo a denúncia, a área fica próxima aos caminhos 01, 02 ,03, 11 e 12 do bairro, e dá acesso a outras comunidades, como Residencial Mairi, Residencial São Francisco, Malhada da Areia. “Essa área está servindo como lixão, e alguns moradores ateiam fogo nessa área para acabar com o lixo, o que acaba causando problemas de saúde, pois na rua que moro tem pessoas que sofrem com falta de ar.  Hoje essa área se encontra sem iluminação, com um matagal alto e continua servindo de lixão”, diz o morador.

Respostas

O PNB encaminhou a denúncia para a a Secretaria de Serviços Públicos (SESP) e para o Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE). A SESP informou que vai enviar uma equipe para verificar o local citado na denúncia e que, caso não tenha poste na área, o setor de iluminação vai enviar um oficio a empresa Coelba solicitando a colocação dos postes de energia elétrica.

Já com relação ao acumulo de lixo, o Setor de Resíduos Sólidos do SAAE informou que a coleta é feita todas as tardes das segundas, quartas e sextas-feiras e pede aos moradores que coloquem suas sacolas com lixo somente nos dias e horários da coleta.

“Informa ainda que de acordo com o Código de Postura do Município é proibido o descarte de entulhos e restos de material de construção em terrenos baldios e áreas publicas com possíveis punições para quem praticar tal ato. As denuncias devem ser feitas diretamente na Secretaria de Postura e Ordem Publica ou pelo telefone 3612 3564”, finaliza a nota do SAAE.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.