“É um caso sério e o SAAE não faz nada”: há cerca de 30 dias, cano desperdiça água potável no bairro Antônio Guilhermino

(foto: reprodução/arquivo pessoal)

Há cerca de um mês, o rompimento de um cano está desperdiçando água potável no bairro Antônio Guilhermino, em Juazeiro, norte da Bahia. O problema foi denunciado ao PNB por um morador da comunidade, duas vezes. Entretanto, apesar das denúncias terem sido encaminhadas diretamente ao Serviço de Água e Saneamento Ambiental (SAAE) de Juazeiro, a situação ainda não foi regularizada.

A primeira matéria do PNB foi publicada no dia 9 de agosto, quando o morador disse acreditar que o rompimento do cano, em dois lugares, foi ocasionado por ligação de água irregular. Na época, ele informou que a reclamação já havia sido encaminhada para o SAAE. Em resposta a matéria do PNB, o órgão solicitou que o leitor informasse o nome da rua onde está ocorrendo o vazamento, para que a equipe tome as devidas providencias. No entanto, o morador afirmou que por se tratar de uma invasão, as ruas do bairro não possuem nomes.

Os dias passaram, e o problema persistia. Na última semana, em 20 de agosto, o morador, preocupado com o desperdício, voltou a entrar em contato com o PNB, que novamente buscou uma resposta do SAAE. Sete dias após a matéria ser veiculada, o órgão se manifestou afirmando que as equipes trabalham diariamente no combate as ligações clandestinas que, além de ser uma prática ilegal, causa prejuízos aos demais usuários e a própria autarquia.

“No caso da área de ocupação no Bairro Antonio Guilhermino, diversas intervenções já foram feitas para a retirada de vazamentos e ligações clandestinas. Vale ressaltar que o furto de água é uma prática criminosa passível de penalidade. Infelizmente, muitas pessoas ignoram a lei e cometem irregularidades no consumo, chegando, inclusive, a danificar as tubulações para se abastecer de forma irregular”, diz a nota do SAAE que finalizando afirmando que “está desenvolvendo ações de combates as ligações clandestinas em vários bairros, inclusive com o apoio da Policia Militar e, em breve chegará ao Antonioa Guilhermino”.

Ou seja, não há previsão de quando o problema de desperdício de água será solucionado.

Conforme o morador, um aterro foi improvisado para tentar amenizar a situação. “Mas não adianta nada, pois a água continua vazando. O alagamento está menor, mas continua. É um caso sério e o SAAE não faz nada”, contou.

Ao PNB, o morador disse ainda ter ido buscar apoio da Câmara de Vereadores de Juazeiro, e que se o problema persistir, vai procurar o Ministério Público.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.