Contra privatização, funcionários dos Correios anunciam greve por tempo indeterminado

(foto: Agência Brasil)

O Sindicato dos trabalhadores dos Correios de São Paulo (Sintect-SP), responsáveis por quase a totalidade de operações do país, anunciou greve, nesta terça-feira (10), por tempo indeterminado. A categoria, que é contra a privatização da empresa pública federal, busca reajuste salarial pela inflação e a manutenção de benefícios.

Para o Sintect-SP, “a direção dos Correios a mando do governo se negou a negociar com os trabalhadores. O próprio TST denunciou isso”. A categoria ainda afirmou que “a intenção do governo e da direção da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos é acabar com os benefícios da categoria”.

No último dia 4 de setembro, os Correios rejeitaram uma mediação feita pelo TST (Tribunal Superior do Trabalho) com funcionários e, pela primeira vez, uma empresa fechou as portas, de forma unilateral, em negociação dirigida pela corte, que é responsável por arbitrar impasses envolvendo categorias de empresas com abrangência nacional.

A privatização dos Correio é uma medida defendida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) e, segundo ele, a iniciativa melhoraria e baratearia os serviços prestados.

BNews

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.