“É uma parada sem previsão de volta”, diz Samuel Rosa anunciando o fim do Skank

Em entrevista à colunista Mônica Bergamo, da Folha de S. Paulo, cantor Samuel Rosa fez uma revelação que deixou muita gente surpresa. Ele anunciou o fim da banda Skank, após 30 anos de trajetória no rock brasileiro.

“É uma parada sem previsão de volta. Ainda tenho pretensão de voltar a tocar com o Skank. Vislumbro isso lá na frente. Só que de uma outra forma, em outra circunstância, em algum projeto pontual. Mas, neste momento, para mim, a melhor forma de me surpreender e de surpreender as pessoas é fora do Skank”, explicou o músico.

Sem deixar claro se a decisão foi tomada em conjunto, Samuel disse ainda que a convivência com o grupo não deve ser por força de contrato, mas por desejo.

“Cara, são 30 anos tocando com as mesmas pessoas! Já fiz de tudo lá. Está na hora de brincar um pouco, sabe? Se uma pessoa quer sair, o que acontece? A convivência é por opção, não por contrato”.

Sem deixar claro se a decisão foi tomada em conjunto, ele aconselhou a outros representantes do rock nacional, a também “voarem”

“Eu poderia ser linchado pelo outros integrantes, mas se o Dinho [Ouro Preto, vocalista do Capital Inicial] e o Rogério [Flausino, vocalista do Jota Quest] estivessem na minha frente, eu sugeriria também para eles um voo”, finalizou.

A última turnê do grupo está prevista para o próximo ano e será em comemoração às três décadas do grupo.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.