Populares pedem a suspensão da Zona Azul, em Juazeiro, após ausência do preposto da empresa Sinal Park em Audiência Pública

(Imagem Ilustrativa)

O Sistema de estacionamento rotativo, Zona Azul, implantado em 2016 em Juazeiro-BA, é alvo de diversas reclamações da comunidade. Taxas altas, cobranças em áreas residenciais, tamanho das vagas e multas indevidas, são alguns dos fatores que geram insatisfação na população, como já relatado diversas vezes no PNB. (Veja aqui)

Com o objetivo de esclarecer sobre o faturamento do sistema, o uso desse dinheiro arrecado, e as reclamações dos usuários, o vereador Charles Leal (PDT) requereu a realização de uma audiência pública, que deveria ter acontecido na noite dessa terça-feira (03). Porém, a discussão não ocorreu, devido a ausência do preposto da empresa Sinal Park, empresa que executa o serviço de estacionamento rotativo.

Populares que foram até a Casa Aprígio Duarte para acompanhar a audiência, se revoltaram com o não comparecimento de representantes da empresa. Em conversa com o PNB, o comunitário e representante sindical Roni Ferreira, que estava na câmara, declarou que junto com os outros populares, reivindicou que os vereadores pudessem fazer uma convocatória ao dona da empresa e também encaminhassem um documento judicial solicitando ao juiz a suspensão da cobrança da zona azul, até que ocorresse de fato a audiência pública.

“Mas o vereadores não acataram nossa solicitação e por desespero, acabaram encerrando a reunião. Acredito que o intuito dos vereadores não era o de fazer uma audiência pública de verdade. Eles queriam fazer um faz de conta e não uma debate que viesse ter a participação popular, onde as nossas proposições pudessem ser respeitadas”, declarou Roni.

Em nota, o autor do requerimento, o vereador Charles Leal também demonstrou sua insatisfação com a ausência do preposto da empresa.

“A principal parte na discussão não comparece inviabilizando o andamento das discussões , falta de respeito não só comigo mas com todos vereadores e público que compareceu em massa. Agora é questão de honra convocar obrigando a presença. O que antes era convite agora vamos convocar e se não vier, as penas seguirão a base da lei para quem não cumpre uma convocação!”, declarou o vereador.

Charles Leal finalizou afirmando vai intensificar mais ainda a luta por uma Zona Azul justa para a população. “Agora que vou mais ainda com fome de fazer justiça ao nosso povo – Juazeirense que sofre com o péssimo serviço prestado por essa empresa”, concluiu.

 

Da Redação Por Yonara Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.