Temendo inundação, morador denuncia matagal no Canal do Mulungu, no Tabuleiro; SESP garante que fará limpeza

(foto: arquivo pessoal)

Com a chegada do período chuvoso, moradores do Tabuleiro e do Itaberaba, em Juazeiro, norte da Bahia, estão preocupados com a situação do Canal Mulungu, que dá acesso a bairros como Dom Tomaz, Tancredo Neves e Castelo Branco. Com o canal cheio de mato, os moradores temem reviver uma situação desesperadora vivenciada anos atrás.

“Há exatamente quatro anos nós estávamos sofrendo com a cheia do canal. A água transbordou e inundou tudo. Foi muito triste. Perdemos absolutamente tudo. Semana passada ficou muita água presa no canal. Não queremos passar por isso novamente”, desabafou Marilsom Silva, morador do bairro Itaberaba.

Os serviços de limpeza dos cursos d’água e esgoto de canais como o Mulungu visam a remoção de vegetação aquática, além do lixo descartado irregularmente nestes corredores e em suas margens, com o objetivo de reduzir os riscos de alagamentos em períodos chuvosos.

Nas imagens enviadas pelo morador, é possível ver a grande quantidade de mato dentro do canal e nas margens. Em alguns pontos, a vegetação está com tamanho superior à estrada de terra por onde transitam pedestres e condutores. Segundo Marilsom, a limpeza, que era realizada a cada três meses, não acontece mais. “Tem cerca de seis meses que fizeram a última limpeza”, acrescentou o morador, que também ressaltou sobre a falta de consciência da comunidade, que joga lixo doméstico no local.

(foto: arquivo pessoal)

Limpezas iniciadas – A denúncia do morador foi encaminhada para a Secretaria de Serviços Públicos (SESP), que em nota, informou que já iniciou a limpeza dos canais este ano e garantiu que nesta quarta-feira (29), a escavadeira hidráulica está realizando a limpeza no canal Mulungu Remanescente, nas proximidades do bairro Dom Thomaz, como também a limpeza das margens do canal do bairro João Paulo II. Logo após seguirá para o canal Mulungu, bairro Tabuleiro.

“A Secretaria pede a compreensão dos moradores para não jogarem lixo e conservarem a limpeza dos canais. E lembra ainda que disponibiliza o número de atendimento pelo telefone 3612 5411 para quaisquer solicitação ou dúvidas referentes a SESP”, finaliza a nota.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.