Diversidade musical marca a abertura a abertura do Carnaval 2020 no Pólo Luiz Galvão

Juazeiro abriu as portas para a diversidade cultural na noite desta sexta-feira (07) com o Carnaval 2020. As marchinhas da Orquestra Pedro Biloto iniciaram a programação do palco multicultural, que também contou o swing do grupo Made in Quebrada, a ancestralidade do Samba de Véio da Ilha do Rodeadouro, o pop rock contagiante da banda Lyra e o repertório baiano do cantor Nilton Freitas. Ao longo da noite, bandas como Trio Granah e Sóda Solta também agitaram a festa no Pólo Luiz Galvão.

(foto: divulgação/PMJ)

Natural de Uauá-BA, o cantor Nilton Freitas retornou ao Carnaval de Juazeiro após sete anos e embalou o público com clássicos da música baiana. “Ao público que não se identifica com tudo o que toca hoje, a gente faz uma releitura dos frevos baianos, marchinhas, axé de raiz, que sempre encanta as pessoas”, explicou o artista, que também comentou as mudanças do palco multicultural este ano. “Muita alegria em estarmos inaugurando esse palco novo aqui na Praça São Tiago Maior”.

(foto: divulgação/PMJ)

Nesta edição, o Pólo Luiz Galvão migrou da Rua 28 de Setembro para a Praça São Tiago Maior, próximo à Orla 1 e ao Pólo Ivete Sangalo. Este ano, a praça recebeu as ‘figuras humanas’ – painéis em tamanho gigante que retratam personagens importantes da história de Juazeiro. Uma delas é Cláudio “Lolly” Damasceno, ator juazeirense falecido há 10 anos e que estampou o painel de entrada para o Pólo Luiz Galvão.

(foto: divulgação/PMJ)

O primeiro dia de festa também marcou o retorno da banda Sóda Solta, que volta a fazer shows após hiato de um ano. “Além da alegria de voltar aos poucos, estamos felizes pela recepção do público. É lindo ver que há, de alguma forma, a valorização de bandas locais”, afirma o vocalista da Sóda Solta, Peu Bandeira. Com músicas autorais e letras com críticas sociais, o grupo fechou a noite no palco alternativo e agitou o público com a música reggae.

A programação do palco multicultural vai até domingo (9) e contará com apresentações locais e regionais, mantendo a diversidade musical. O Pólo também receberá atrações para a criançada, a exemplo do grupo Galeota das Artes.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.