SEDUC esclarece sobre a mudança temporária dos alunos da Escola Leopoldina Leal, em Juazeiro

Em matéria publicada hoje (11) divulgamos uma reclamação de Wilson Martins, morador do bairro Palmares, sobre a falta de estrutura da Escola Leopoldina Leal, que impediu o início do ano letivo na instituição.

As aulas nas escolas municipais começaram terça-feira (11), porém, de acordo com Wilson, a escola Leopoldina Leal permaneceu fechada após o fim das férias. “Devido as últimas chuvas a escola está sem funcionar porque, segundo a gestão, algumas salas estão deterioradas, com as estruturas abaladas e sem condições de receber os alunos”, declarou Wilson.

Por conta do problema, os alunos foram relocados para a escola Guiomar Lustosa, que fica localizada no mesmo bairro. “Os alunos estão estudando em salas improvisadas inclusive com duas turmas na mesma sala sem estrutura alguma”, finalizou o morador.

Em nota a Secretaria de Educação e Juventude – SEDUC informou que “os alunos da Escola Leopoldina Leal, no bairro Quidé, estão temporariamente instalados em 10 salas de aula sendo 02 adaptadas, no prédio da Escola Guiomar Lustosa. A medida foi tomada após o grande volume de chuvas do mês de janeiro e fevereiro.

A equipe de engenharia, acompanhada de um especialista em cálculo estrutural, realizou uma visita técnica à unidade escolar onde se verificou o afundamento do terreno da Escola Leopoldina, devido à grande quantidade de água de chuva no solo. Por medida de segurança foi solicitado que os alunos fossem transferidos até os reparos na estrutura serem executados.

A SEDUC informa que esta semana irá receber o laudo da engenharia para elaborar o projeto de reforma de toda a estrutura do prédio. Após o serviço executado, os alunos voltarão a estudar no prédio da Escola Leopoldina Leal”.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.