Juazeiro: também na linha de frente do combate ao novo coronavírus, funcionários das UBS e Agentes de saúde reclamam que não estão sendo testados; Sesau responde

(Foto: ilustrativa)

Até essa quinta-feira (21), dos 53 casos confirmados do novo coronavírus em Juazeiro, no norte da Bahia, 24 são profissionais de saúde. De acordo com especialista, eles são o grupo mais exposto à transmissão do vírus, pois estão atuando na linha de frente do combate à doença.

Por conta disso, muitos profissionais da cidade estão trabalhando com medo de serem infectados e cobram uma atenção maior da gestão. Em contato com o PNB, trabalhadores que atuam nas Unidades Básicas de Saúde e Agentes comunitários de Saúde, reclamaram que não estão sendo testados.

“Nós também somos profissionais da Saúde e estamos sim na linha de frente do combate ao novo coronavírus. São os profissionais dos postos de saúde que recebem pacientes com a suspeita da Covid-19 e encaminha para a testagem. São os Agentes comunitários de Saúde que vão até às residências das famílias que estão positivadas e em isolamento domiciliar para levar atestados e que acompanham esses pacientes. Além das visitas diárias nas residências da cidade. Como não somos considerados linha de frente e não somos testados?”, questionaram os profissionais.

Encaminhamos a reclamação e os questionamentos para a Secretaria Municipal de Saúde. Em nota, a Sesau esclareceu que iniciou a testagem pelos profissionais da rede especializada que inclui a UPA, por ser a referência para casos sintomáticos respiratórios, tanto relacionados à COVID-19 como à H1N1.

“A Sesau esclarece que começou pela Rede Especializada e em seguida irá para a Rede de Atenção Primária à Saúde e informa ainda que todos os profissionais que atuam na linha de frente serão testados”, acrescentou a Sesau.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.