Juazeiro já registrou uma morte causada pelo H1N1 e vacinação acaba na próxima sexta (20)

h1n1-777x356

Dados da Secretaria Municipal de Saúde de Juazeiro informam que já foram imunizadas mais de 21 mil pessoas no município, mas as vacinas estão sendo aplicadas apenas em pessoas classificadas no grupo de risco. A Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe H1N1 termina na próxima sexta-feira (20) em todo o País.

 Já foram registrados em Juazeiro oito casos suspeitos de H1N1 este ano. Dos casos suspeitos, dois deram resultado negativo, quatro ainda estão sob investigação, e dois foram confirmados, entre eles, uma mulher que morreu na quinta-feira (12), depois de ter ficado alguns dias internada em um hospital da rede particular.

A Secretaria de Saúde garante que todos os casos suspeitos estão sendo acompanhados pelo município, inclusive familiares e pessoas que entraram em contato com a vítima da doença que foi a óbito.

A meta do município, é vacinar até sexta, no mínimo 80% das 44 mil pessoas que pertencem aos grupos alvo da imunização. O público-alvo deve procurar os postos de saúde das 8h às 12h e das 14h às 17h, na zona urbana e na zona rural, das 7h30 às 13h.

A campanha é destinada as crianças de 6 meses a menores de 5 anos, gestantes, puérperas, trabalhador de saúde, povos indígenas, indivíduos com 60 anos ou mais, população privada de liberdade e funcionários do sistema prisional, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e de outras condições clínicas (doença respiratória crônica, cardíaca crônica, renal crônica, hepática crônica, neurológica crônica, diabetes, imunossupressão, obesos, transplantados e portadores de trissomias).

Gripe H1N1

 A gripe H1N1, também conhecida por Influenza, é um vírus de transmissão rápida que pode ocorrer mesmo antes de aparecerem os sintomas que ficam incubados de 3 a 5 dias. Os sintomas mais comuns são febre, tosse, dores de garganta, diarreia e vômito. O contágio se dá principalmente por meio das gotículas expelidas na tosse e nos espirros, do contato com objetos utilizados pelos doentes e até mesmo das mãos dos mesmos.

Vale lembrar que aos primeiros sintomas de uma gripe mais forte, os pacientes devem procurar uma unidade de saúde para começar o tratamento adequado o quanto antes, evitando as complicações da gripe H1N1.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.