Qual a Causa do câncer de mama? Dr. Pedro Alcântara esclarece algumas dúvidas sobre o tema

pedrook

Pedro Alcântara de Souza é Medico Ginecologista e Obstetra, formado pela Universidade Federal da Bahia. No mês dedicado a prevenção do câncer de mama, conhecido por “Outubro Rosa”, onde todas as mulheres entre 40 a 69 anos de idade são estimuladas a fazer o exame mamográfico, ele traz algumas informações sobre causas que contribuem para o desenvolvimento desta doença.

Entrevista-Por Yonara Santos

PNB: Mulheres que já tem uma historia prévia de doenças mamarias correm mais riscos de ter o câncer de mama?

P.A: Pacientes que já tiveram diagnósticos por biopsia de tumores benignos de mama: como hiperplasias atípicas, apresentam grandes riscos.

PNB: A idade é um fator de risco para o câncer de mama?

P.A: Sim, idade é o principal fator de risco para o câncer de mama. Quanto mais velha for à mulher, maior o risco de desenvolver o câncer de mama. O maior número de casos de câncer acontece após os 40 anos, principalmente na fase dos 60 a 70 anos, raramente aparece antes de 30 anos.

PNB: Quais os hábitos que podem aumentar o risco de se ter câncer de mama?

P.A: Sedentarismo e obesidade (principalmente em mulheres pós menopausa) aumenta o risco, bem como o consumo de alimentos com gorduras, carne vermelha, álcool, e o tabagismo.

PNB: Historia familiar pode ser um dos fatores relacionados ao surgimento do câncer de mama?

P.A: Fatores genéticos estão fortemente relacionados ao câncer de mama. Mulheres com historias de familiares diretos (mãe, tias, irmãs, avos) com câncer de mama e ovário, principalmente, têm risco maior de desenvolver a doença. Quanto mais próximo o parentesco, maior o risco.

PNB: Fatores hormonais também podem influenciar no surgimento do câncer de mama?

P.A: Mulheres que nunca amamentaram que não tiveram filhos, bem como aquelas que fazem uso de medicações hormonais e de reposição hormonal, apresentam maiores chance de desenvolver câncer de mama ( exposição a radiações : pacientes que realizaram tratamento prévio com  radioterapia, especialmente quando jovem ou crianças, apresentam maior risco e devem  ter monitoração mais freqüente na fase adulta.

Alguns desses fatores são inevitáveis (como idade e história familiar): outros porem pode ser evitado. Por isso e importante que as mulheres (principalmente as que estão no climatério) adotem hábitos saudáveis: manter peso adequado, fazer exercício físico regulamentes limitar a ingestão de álcool e não fumar.

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*