Credibahia beneficia 18 mil microempreendedores no estado

Crédito facilitado e com menos juros para o pequeno empresário baiano. O Programa de Microcrédito do Estado (Credibahia) liberou em 2016 cerca de R$ 55 milhões, beneficiando 18 mil microempreendedores em 177 municípios. O objetivo da iniciativa é viabilizar empréstimos de baixo valor para estimular a geração de renda e fortalecer empreendimentos familiares.

“O programa é voltado para pessoas que geralmente têm dificuldade de acesso ao mercado de crédito convencional. Disponibilizamos uma linha de empréstimo orientado, dando um suporte técnico na maneira como esse recurso é investido. Os microempreendedores entram para o programa com um crédito de R$ 200 e, à medida em que saldam o compromisso, vão aumentando progressivamente os financiamentos até o limite de R$ 10 mil”, explica a gerente de microfinanças da Desenbahia, Márcia Fonseca.

Desde a criação do programa, em 2002, cerca de R$ 546 milhões foram aplicados, gerando facilidades de crédito para uma faixa de trabalhadores que sofre restrição de parte das instituições financeiras comerciais, como o dono de uma bomboniere Reginaldo Conceição. “Eu tentei conseguir empréstimos diretamente com bancos, mas com o Credibahia foi mais rápido, e com um taxa de juros muito menor. O recurso deu um grande impulso em meu estabelecimento e já consegui quitar todas as parcelas do empréstimo”, conta

Para o coordenador de acompanhamento conjuntural da Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (Sei), Luiz Mario Vieira, o investimento tem um impacto direto na vida do micro empresário, “Ele consegue se inserir no mercado de trabalho oferecendo bens de serviço, fortalecer seu negócio e até contratar mais um funcionário. Este movimento dinamiza a economia, principalmente nas cidades do interior, onde o impacto dos pequenos negócios é sentido com mais força na economia”, afirma.

A microempresária Maria Dalva de Melo aproveitou o empréstimo que fez com o Credibahia para investir em seu estabelecimento. “Eu comecei pela estrutura da loja, fiz uma reforma, melhorei o espaço. Depois eu fiz um estoque de mercadoria. Aos poucos minha loja está ficando do jeito que eu sempre quis. O número de clientes está aumentando. Esta mudança vem sendo muito positiva em minha vida. Tudo melhorou, inclusive a autoestima e a expectativa para o futuro.”


Secom BA

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.