Dr. Salvador tira dúvidas sobre o vírus Influenza e fala sobre importância da vacinação

A campanha de vacinação contra o vírus Influenza, causador da gripe, segue até o dia 26. Em Juazeiro-BA,  a meta é vacinar pelo menos 90% do público alvo, ou seja, aproximadamente 47 mil pessoas que se enquadram nos grupos prioritários.

No último sábado (13), foi realizado em todas as Unidades Básicas de Saúde (UBS) do município o dia “D” de vacinação. Após a ação, o número de imunizados cresceu de 8.265 para 16.533, alcançando 40,36% da meta municipal.

Para falar sobre a importância da vacinação e sobre os riscos do vírus, o Portal Preto No Branco entrevistou o Doutor Salvador Carvalho, formado pela Escola Latino Americana de Medicina em Havana – Cuba. Atualmente ele trabalha na Unidade de Saúde da Família do bairro Parque Residencial, no em Juazeiro.

Dr. Salvador é residente de Medicina de Família e Comunidade pela Universidade Federal do Vale do São Francisco, em Petrolina. Ele também cursa especialização em Pediatria Clínica na Faculdade de Ciências da Saúde de São Paulo – FACIS.

ENTREVISTA

PBN: Por qual motivo a campanha de vacinação contra a gripe foi antecipada esse ano?

Dr.S: Um dos motivos para adiantar o período de vacinação, que antes começava em maio, foi o aumento significativo no número de casos da gripe e outras doenças da época, como  pneumonia e coqueluche . A estimativa é de que 5 a 15% da população seja atingida pela gripe, provocando até 5 milhões de casos graves e cerca de 500.000 mortes todos os anos.

PBN: A vacina ela protege contra quantos vírus da gripe?

Dr.S: De acordo com a resolução da Anvisa publicada no Diário Oficial da União, a vacina de Influenza trivalente de 2017 deverá conter os seguintes vírus:
* Influenza A (H1N1), subtipo Michigan/45/2015
* Influenza A (H3N2), subtipo Hong Kong/4801/2014
* Influenza B, subtipo Brisbane/60/2008
Já a vacina de Influenza tetravalente deve conter, além dessas três cepas, o vírus Influenza B, subtipo Phuket/3073/2013. De 2016 para 2017, a única mudança da composição da vacina contra gripe será a cepa do vírus Influenza A (H1N1), os demais permanecerão iguais.

PBN: Qual a diferença entre os vírus H1N1 e H3N2?

Dr.S: A gripe H3N2 e a gripe H1N1 são dois tipos de gripe que causam os mesmos sintomas  e riscos só ser humano, a sua diferença está no tipo de estirpe do vírus da gripe que a causa.

PBN: Quanto tempo a vacina demora para imunizar uma pessoa?

Dr.S: Cerca de 15 dias após a vacinação já começam a surgir os anticorpos que darão a proteção contra a gripe, sendo que esta proteção máxima será atingida após aproximadamente 45 dias.

PBN: Quem deve tomar a vacina?

Dr.S: O público-alvo da campanha é formado por pessoas a partir de 60 anos, crianças de seis meses a menores de cinco anos (quatro anos, 11 meses e 29 dias), trabalhadores de saúde, professores das redes pública e privada, povos indígenas, gestantes, puérperas (até 45 dias após o parto), pessoas privadas de liberdade – o que inclui adolescentes e jovens de 12 a 21 anos em medidas socioeducativas – e os funcionários do sistema prisional.
Portadores de doenças crônicas não transmissíveis, que inclui pessoas com deficiências específicas, também devem se vacinar.

PBN: Algumas pessoas podem ter complicações após se vacinar?

Dr.S: Esta vacina em geral não dá sintomas de desconforto depois. As reações são bastante individuais. Algumas pessoas podem apresentar febre, mal estar e um pouco de dor no local da aplicação.

PBN: vacina contra gripe pode causar gripe?

Dr.S: 
Não. A Vacina contra gripe é uma vacina inativada e fracionada, o que significa que os vírus estão mortos e replicados, não podendo se reproduzir dentro do organismo das pessoas vacinadas; no entanto, podem produzir uma resposta imunológica protetora.

PNB: Existe alguma contra-indicação?

 Dr.S: As pessoas com alergia comprovada e importante ao ovo não devem receber a vacina. Quem está com imunodepressão, natural ou medicamentosa, deve receber orientações específicas do próprio médico.

PNB: Quem está com febre pode tomar a vacina? E quem está tomando antibiótico?

Dr.S: Recomenda-se que as pessoas com febre aguardem a resolução do processo para receber a vacina. Quem está tomando antibiótico deve conversar com seu médico e seguir as orientações específicas para cada um. –

PNB: Quais outros cuidados que podemos tomar para evitar a gripe?

Dr.S: Nunca é demais lembrar:

1. Lave as mãos com frequência. Superfícies como maçanetas de porta, por exemplo, podem estar contaminadas e as mãos levam os vírus para as mucosas da boca ou dos olhos da pessoa susceptível. Gripe passa, sim, pelas mãos.
2.Ventile os ambientes. Se estiver em transporte público, ônibus, trem ou metrô, abra as janelas. Vale mais sentir frio do que pegar gripe. Lave as mãos assim que chegar em casa.
3. Evite coçar os olhos ou colocar as mãos na boca. Lave as mãos com frequência.
4. Quando tossir, tape a boca com o antebraço e não com as mãos. Lave as mãos com frequência.
5.Tome mais água que o habitual, coma saudável, durma bem e pratique esportes! Mais importante: lave sempre as mãos!

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*