Mediações culturais serão realizadas nesta sexta-feira (13) em Curaçá (BA)

 

Com objetivo de estimular a formação de plateia, o Coletivo Trippé irá realizar o programa Primeiros Passos, nesta sexta-feira (13), em Curaçá (BA). Serão desenvolvidas duas sessões de mediação cultural para alunos da rede pública de ensino da cidade, no Teatro Raul Coelho. O projeto inclui a apresentação do espetáculo Meu Querido Catavento, oficinas lúdicas e distribuição de material educativo.

Criado pelo coletivo em 2014, o espetáculo é fruto de uma pesquisa em dança-teatro para incentivar a imaginação infantil, propondo jogos e criações coreográficas a partir de objetos cotidianos. As oficinas, ministradas por mediadores culturais, irão discutir o trabalho e o corpo como linguagem. Além disso, serão distribuídos materiais educativos com o tema, no formato de livreto, aos participantes.

De acordo com um dos integrantes do coletivo, Adriano Alves, esse tipo de atividade se faz necessária para desenvolver a cena de dança da região do Sertão do São Francisco. “A proposta é realizar um trabalho para o envolvimento das crianças com a linguagem da dança, com o objetivo de que futuramente se tenha um público para espetáculos desse tipo na cidade”, explica.

Primeiros Passos:

O projeto tem uma perspectiva inclusiva, que prioriza a população periférica e as pessoas com deficiência. Em todas as ações haverá lugares reservados para cadeirantes e tradução em Libras das atividades. Já foram realizadas seis sessões em Juazeiro (BA) e mais duas serão desenvolvidas em Senhor do Bonfim, dia 17 de outubro, no Centro Cultural Ceciliano de Carvalho. Ao final da temporada, serão realizadas 10 sessões nas três cidades do sertão baiano.

O projeto aprovado no Edital Setorial de Dança 2016 do Fundo de Cultura da Bahia é uma realização do Coletivo Trippé com produção assinada pela Pipa Produções e apoio financeiro do Governo do Estado, da Fundação Cultural, da Secretaria da Fazenda e da Secretaria de Cultura da Bahia. Também conta com o apoio institucional da Secretaria de Educação e Juventude de Juazeiro, da Secretaria de Educação de Senhor do Bonfim, do Sistema Autônomo de Água e Esgoto (SAAE) e da Secretaria de Educação de Curaçá. Mais informações estão disponíveis na página do coletivo no Facebook: facebook.com/coletivotrippe.

Serviço:

Curaçá – 13 de outubro, no Teatro Raul Coelho
Senhor do Bonfim – dia 17 de outubro, no Centro Cultural Ceciliano de Carvalho

Sinopse do Meu Querido Catavento:

Nesse espetáculo tudo pode, deve e quer ser tudo. Ele é todo pensado como meio de propor às crianças uma alternativa às brincadeiras massificadas pelos eletrônicos, levando à cena diversos jogos que utilizam a imaginação como mola propulsora. Fazer com que os pequenos percebam o quanto são criativos e não dependem das tecnologias para acreditar nas magias, é o nosso modo de querer ser «mundo». Durante a apresentação, propomos também a interação constante entre público e plateia, fazendo das crianças o ponto chave da encenação, em que elas podem se sentir parte do jogo. Buscamos formar futuros adultos mais participativos, que se interessem pelo debate e que sejam mais seguros de si.

Texto: Karem Lima

Fotos: Fernando Pereira

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*