No Dia Mundial do Diabetes, médico da UPAE/IMIP de Petrolina fala sobre cuidados com a visão

No Dia Mundial do Diabetes (14 de novembro), o oftalmologista da Unidade de Pronto Atendimento e Atenção Especializada de Petrolina (UPAE/IMIP), Guilherme Moura, chama atenção sobre uma doença que pode levar diabéticos à cegueira: a retinopatia diabética.

A perda da visão é uma das condições mais sérias provocadas pela doença e a retinopatia diabética é a principal causa de cegueira entre a população economicamente ativa. A condição pode aparecer e aumentar com o tempo e a probabilidade de incidência após 20 anos convivendo com o diabetes é de 100% para o tipo 1 e de 60% para a tipo 2.

O comprometimento da visão por causa do diabetes também pode ser agravado quando o paciente já sofre de outras doenças, como colesterol alto ou hipertensão arterial. Os primeiros sinais de retinopatia diabética são: visão embaçada, manchas, pontos negros ou linhas na visão e dificuldade para identificar cores.

De acordo com Guilherme, a melhor forma de prevenir a doença é controlar bem o diabetes. “A cegueira causada pelo diabetes é irreversível e não tem cura, mas é possível tratar a condição antes que ela evolua. O tipo de tratamento varia de acordo com a gravidade e os sintomas. Em casos menos graves, cuidados típicos contra o diabetes, como dieta específica, prática de exercícios e uso de medicamentos podem ajudar a solucionar o problema”, informa.

“Agora, quando a visão já foi comprometida, o paciente pode precisar passar por cirurgia convencional ou tratamentos a laser para eliminar os vasos sanguíneos em formação ou para controlar um possível sangramento no olho”, acrescenta. O especialista recomenda que além do acompanhamento com o endocrinologista, o paciente faça visita regulares ao oftalmologista e outros profissionais da saúde.

Anna Monteiro

Assessoria de Comunicação
UPAE Petrolina

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*