Preso acusado de matar jornalista no Catabas Empreendimentos

Um homem foi preso nesta terça-feira (14) acusado de matar a jornalista Daniela Bispo dos Santos, encontrada morta em um edifício, na Avenida Tancredo Neves, na manhã de hoje. O Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP) apresenta o acusado no auditório da Polícia Civil, na Rua das Hortências, na Pituba, em Salvador.

A jornalista era funcionária da empresa Call Tecnologia e foi encontrada morta no quinto andar do prédio – a área segundo informações obtidas pelo BNews estava desativada – com marcas de agressão na cabeça.

Ela teria pedido uma pausa no atendimento do call center nesta segunda-feira para comprar um remédio e desapareceu. Daniela Bispo trabalhava para Call Tecnologia, que presta serviço para o Ministério dos Direitos Humanos.

Em nota, a diretoria do Sindicato dos Jornalistas dos Profissionais no Estado da Bahia (Sinjorba) manifestou pesar pela morte da jornalista. Segundo as primeiras apurações da Polícia, a morte teria sido um feminicídio praticado por um homem filmado ao entrar no edifício e com o qual ela teria um relacionamento.

“A morte da colega aumenta a revoltante estatística brasileira  de crimes praticados contra mulheres pelo fato de serem mulheres, por homens com os quais se relacionavam. O feminicídio mata oito mulheres por dia no Brasil e até maio deste ano, a Polícia registrou mais de 10 mil casos de violência contra a mulher na Bahia. O Sinjorba se une a familiares, amigos e colegas neste momento de dor e pretende acompanhar e divulgar as investigações para prisão e julgamento do autor deste crime”.

BN

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*