Aluna de escola pública da zona rural de Canudos vai cursar Medicina na Univasf

(foto: reprodução/arquivo pessoal)

O sonho de cursar Medicina em uma instituição de ensino superior público foi conquistado por uma jovem de 18 anos, moradora da Fazenda Lagoa do Mota, zona rural de Canudos/BA. Ela é um dos oitenta classificados na primeira chamada regular do curso, que tradicionalmente é um dos mais concorridos, ofertado pela Universidade Federal do Vale do São Francisco (Univasf) Campus Petrolina/Centro.

“Nenhuma palavra vai poder descrever o que estou sentindo nesse momento. Nenhum texto vai poder expressar o que passar em Medicina significa para mim ou o tamanho desse sonho que habita em meu ser”, escreveu Alane Mota em sua rede social.

A conquista foi por meio do Sistema de Seleção Unificada (Sisu), com ingresso no 1º semestre de 2018. De origem humilde, a jovem foi aluna da Escola Estadual Luis Cabral, em Canudos, e reconheceu que apesar estrutura falha, teve professores qualificados e engajados no processo de ensino e aprendizagem da estudante.

“Tive a honra de ter professores ótimos, os quais muitas vezes foram mais do que professores e tornaram- se amigos; a preocupação de alguns ultrapassou o limite da sala de aula, por isso, Pai, eu não poderia deixar de agradecer a nenhum deles, pois cada um foi de grande importância para que essa etapa se iniciasse em minha vida”, escreveu a jovem.

A jovem é a primeira de sua família a cursar o ensino superior na rede pública. A conquista, segundo ela, é fruto de muita dedicação. “Muitos não são capazes de compreender o que é querer algo de verdade, o que é se levantar às 07 horas da manhã e ir dormir às 10h da noite com o mesmo objetivo: dar o seu melhor durante o dia”, disse.

Com pontuação de 744,26 pontos, Alane Mota foi classificada na modalidade de candidatos com renda familiar bruta per capita igual ou inferior a 1,5 salário mínimo e que cursaram integralmente o ensino médio em escolas públicas, direito garantido pela Lei nº 12.711/2012.

“Não importa se o outro faz cursinho, se o outro desfruta dos melhores materiais, se possui dinheiro para sair todos os finais de semana ou se ganha o melhor salário, no final de tudo o que realmente conta é fazer o nosso melhor com o que temos e onde estamos. Por isso, o meu maior desejo é que todas as pessoas que contribuíram para que tudo isso começasse a se realizar saibam que sou imensamente grata por tudo e, em razão disso, não irei citar nenhum nome, pois não quero correr o risco de me esquecer de alguém”, escreveu Alana.

Nós, do portal Preto no Branco parabenizamos a estudante pela conquista. Sucesso!

Da Redação por Thiago Santos

Um comentário

  1. Que linda! Espero que ela tenha todo sucesso na vida…

Deixe uma resposta

Seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios são marcados *

*