Paulo Bomfim busca em Brasília melhorias para a saúde de Juazeiro e região

(foto: divulgação)

O Prefeito Paulo Bomfim, acompanhado do Chefe de Gabinete Vilmar Ferreira, cumpriu agenda em Brasília, durante toda a quarta-feira, 21, buscando em alguns Ministérios recursos para serem investidos em Juazeiro na infra-estrutura, no esporte, nas estradas e na saúde.

O Gestor de Juazeiro visitou o Ministério da Saúde e teve audiência com o Assessor Especial do Ministro, Georgenor Cavalcante Pinto. “A saúde em Juazeiro hoje é muito melhor que há nove anos. Nós investimos em novas Unidades Básicas de Saúde, investimos em medicamentos, assim como na contratação de profissionais com boa capacitação. Agora viemos solicitar ao Ministério da Saúde a liberação de recursos para as UBSs, que estão retidos no Governo Federal. Isso vai fazer com que os postos de saúde de Juazeiro funcionem com mais autonomia, atendendo melhor à comunidade”, afirma Paulo Bomfim.

Incansável na busca de parcerias para melhorar ainda mais a saúde de Juazeiro e região, Paulo Bomfim visitou a Empresa Brasileira de Serviços Hospitalares (EBSERH) e conversou com o Vice-Presidente Executivo, Paulo Henrique Bezerra, articulando a possibilidade de transformar o Hospital Materno-Infantil de Juazeiro em hospital universitário. “Nada mais justo que fazermos da nossa maternidade um hospital-escola administrado pela EBSERH. Isso vai garantir melhorias para saúde de Juazeiro e de mais 54 municípios que são atendidos pela nossa rede todos os dias”, explica o prefeito.

Entre as atribuições assumidas pela EBSERH estão a coordenação e avaliação da execução das atividades dos hospitais, o apoio técnico para a elaboração de instrumentos de melhoria da gestão e a elaboração da matriz de distribuição de recursos para os hospitais. “Juazeiro está recebendo a Faculdade de Medicina da Universidade Estácio, cujas aulas devem começar ainda nesse primeiro semestre, ter acesso a um hospital universitário federal é importante, pois eles são centros de formação e prestam apoio ao ensino, à pesquisa. Além disso, no campo da assistência à saúde, os hospitais universitários federais são centros de referência de média e alta complexidade para o Sistema Único de Saúde (SUS)”, conclui Paulo Bomfim.

Ramáiana Leal/ASCOM

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.