Munição utilizada no assassinato de Marielle e do motorista Anderson Gomes foi comprada pela Polícia Federal, diz laudo

Foto: reprodução/ Internet

A munição  utilizada no assassinato da vereadora Marielle Franco e do motorista Anderson Gomes, na última quarta-feira (14), no Rio de Janeiro, é, segundo a perícia da Divisão de Homicídios, de lotes vendidos para a Polícia Federal de Brasília pela empresa CBC no dia 29 de dezembro de 2006.

De acordo com o “G1”, a perícia teria informado que o lote de munição UZZ-18 é original, ou seja, ela não foi recarregada. Por quanto, as investigações continuam.

*Até a noite de quinta-feira (15), o Disque Denúncia já tinha recebido 10 denúncias sobre o caso.

Da redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.