Questionador, P1 Rappers lança o clipe “Homem cadê você” que repudia cenário de ódio e pede mais amor

O grupo juazeirense P1 Rappers lançou neste domingo (15) mais um clipe. “Homem cadê você”, faz uma reflexão sobre o momento político do Brasil, critica posicionamentos que defendem a tortura, a ditadura e faz um apelo à coerência entre o que prega o cristianismo e o que defendem os ditos “cristãos”.

“E vocês vão para o céu, apoiando torturador”, diz um trecho do rap se referindo aos seguidores do Deputado Federal Jair Bolsonaro.

O novo clipe é também um manifesto à paz e provoca a reflexão, quando em versos, questiona:  “Homem cadê você que falou de compaixão, que ensinou o amor e pregou a paz”

A letra de “Homem cadê você”é de Euri Mania.  Os arranjos do Dj Werson, gravação/mix/master, Iago Guimarães do estúdio Casinha Lab.

“A letra é baseada neste cenário político, de ódio, de intolerancia. Fala principalmente de amor e questiona o comportamento de pessoas que se dizem cristãs, que falam em nome de Deus e pregam o ódio, a violência e se colocam contra os Direitos Humanos. Fala também em perdão. Em perdoar a escolha do outro, que por ignorância ou índole mesmo reforçam pensamentos de desumanidade. A letra fala de amor, de alguma forma”, definiu o compositor e rapper, Euri Mania.

 

Confira letra:

Em uma caixa, sem furos pra respirar
Pra onde se olhe é tudo igual
Feito ratos correndo na esteira
Corre, corre, corre e nunca chega no final
Somos passarinhos preso na gaiola
Sentindo o vento sem poder acompanhar
O vento passará e morre o passarinho
Os sonhos passarão e nada de alcançar
Hj na TV notícias da ditadura
Lembrei de uns amigos que gostam de Bolsonaro
Isso me doeu, nem sabem o quanto dói
Enxuguei o pranto e só pude perdoa-los
Perdoo sim, eles não sabem o que fazem
E eles acham que eu também não sei
Mas uma coisa é certa, nós vamos nos foder
Mais uma vez vou ser o cara da frase: Eu falei!

Homem cadê vc? Que falou em compaixão
Que ensinou o amor Que pregou a paz
E pra quê um livro dessa grossura?
Se muitos dos que lêem amar não é capaz

4 anos como um flash, 2018 é copa
Todo mundo esperançoso pois a seleção vai bem
E se preparem, pois se ela for bem mesmo
Vão pedir que o Tite seja presidente também
Pois qualquer um que nunca fez nada
Saiba animar plateia e tenha um senso comum
Esse vai ser votado por um bando de moleque
Que só passou fome na igreja em jejum
Eu não queria falar dessas paradas
Esse som tinha outro objetivo
Mas no Brasil já se fala em intervenção
Deu vontade de escrever enquanto não sou proibido
Cheguei a prometer não discutir sobre esse assunto
Mesmo que esse assunto um dia me cause dor
Eu vou pra o inferno, se é que não tô nele
E vcs vão pro céu apoiando um torturador
Eu Não vou deixar que tudo isso me estrague amor
Mas eu lutarei pra que algo nos traga amor

2 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.