Quatro deputados baianos estão entre os trinta piores do Brasil, aponta levantamento

(foto: reprodução)

Um levantamento realizado pelo site Ranking dos Políticos releva que 4 dos 30 piores deputados federais da Câmara são da Bahia. Nesse ranking, a Bahia só perde para o estado São Paulo, segundo a pesquisa.

Em pontos acumulados, o deputado Luiz Caetano (PT) é o parlamentar baiano com a pior cotação, ocupando a 505ª posição nacional de um total de 513 deputados. Ainda na parte de baixo da lista aparecem Afonso Florence (PT) em 490º lugar, Waldernor Pereira (PT) no 489º lugar e Daniel Almeida (PCdoB), na 487ª posição.

Entre os destaques do ranking, o melhor parlamentar cotado da Bahia é o deputado federal João Gualbeto (PSDB), em 29ª lugar, seguido de José Rocha (PR) em 75º lugar, Jutahy Junior (PSDB) na 85ª posição, Paulo Azi (DEM) na 90ª colocação, e Benito Gama (PTB) em 96º.

Para a realização da pesquisa foram analisados os seguintes critérios: assiduidade, gastos com cota parlamentar, quantidade de processos judiciais a que responde, atividade legislativa, formação universitária e filiação partidária (quanto mais filiações menos pontos terá o político).

Em relação a senadores, Otto Alencar (PSD) é o destaque positivo entre os baianos, ocupando o 21º lugar, seguido de Roberto Muniz (PP) na 50ª colocação. Lídice da Mata (PSB) aparece na 74ª colocação entre os 81 senadores.

Nota de repúdio

Em nota de repúdio assinada pela senadora Lídice da Mata e pelos deputados federais Afonso Florence, Daniel Almeida, Luiz Caetano, Nelson Pelegrino, Valmir Assunção e Waldenor Pereira, os políticos classificaram o levantamento como “tendencioso” e afirmam que o ranking “não representa o povo brasileiro, uma vez que mede o desempenho de deputados e senadores a partir de princípios afinados com as políticas neoliberais”.

NOTA DE REPÚDIO

O Ranking dos Políticos, amplamente divulgado ontem (15), é tendencioso e não representa o povo brasileiro, uma vez que mede o desempenho de deputados e senadores a partir de princípios afinados com as políticas neoliberais. Por esse motivo, esse “ranking” tem o nosso repúdio, até porque premia o trabalho daqueles que apoiaram o golpe e continuam atacando os direitos da classe trabalhadora.

Trata-se de uma manipulação grosseira contra o trabalho de parlamentares que lutam por um Brasil melhor e mais justo. A população brasileira, em especial a baiana, sabe reconhecer o nosso trabalho.

O Ranking não avalia o desempenho dos deputados de forma isenta, ao contrário, o site pontua positivamente as votações a favor do impeachment da presidenta Dilma, contra as investigação de Temer e a favor da reforma trabalhista, da terceirização e outras projetos que atacam os direitos trabalhistas e sociais.

Nós, parlamentares do campo progressista nos orgulhamos de termos votado contra o impeachment, pelas investigações contra Temer, reforma trabalhista, o congelamento dos investimentos públicos e todas as matérias que prejudicam os trabalhadores brasileiros.

O povo baiano tem apoiado nosso trabalho, este é o melhor termômetro e vamos seguir representando aqueles que mais precisam e não empresários como o dono deste site e que apoiam o governo ilegítimo de Temer.

O Ranking

A pontuação dos políticos é definida de acordo com os dados que são obtidos sobre gastos, assiduidade, fidelidade partidária e processos judiciais. São consideradas como válidas as informações vindas de fontes oficiais, como sites governamentais e de veículos de mídia de primeira linha. Além disso, são acompanhadas as votações mais importantes, e os políticos são pontuados de acordo com sua qualidade legislativa, segundo afirma o site.

Acesse

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.