Sindicalista é vitima de racismo ao lado de Paulo Henrique Amorim em Salvador

Um dos participantes do Sindicato dos Petroleiros da Bahia (Sindipetro) conhecido como “Djalma Boneco” foi vítima de racismo neste sábado (19), no Hotel Fiesta, em Salvador.

Segundo fontes do BNews, ele conversava com o jornalista Paulo Henrique Amorim, que participava de um congresso no local, quando dois hóspedes, um homem e uma mulher, começaram a ofendê-lo. A reportagem tentou contato com “Djalma Boneco”, que no momento disse que não podia das informações sobre o ocorrido por estar prestando depoimento na delegacia. Ele confirmou as agressões.

Ainda segundo fontes do site, os hóspedes pediam a prisão de Lula e chamavam o apresentador da TV Record de “esquerdista”. Com os ânimos exaltados, a mulher se referiu ao sindicalista como “raça inferior e não devia estar aqui”. A Polícia Militar foi acionada e os envolvidos foram conduzidos para a 16 Delegacia Territorial, no bairro da Pituba. Na tarde desse sábado os envolvidos realizam um protesto em frente ao hotel, contra o racismo.

Bocão News

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.