Desaparecido: Homem foge de centro de recuperação, em Juazeiro, que trata internos somente com “palavra de Deus”

Um homem de 37 anos, alcoolista, está desaparecido há cerca de 15 dias, depois de ter sido internado em uma clínica de recuperação, em Juazeiro.

O relato chegou à redação do PNB através da mãe dele, Helena Evangelista Costa, que mora no município de Remanso.

Segundo ela, o filho Cícero Tadeu Costa sofre com o alcoolismo já há alguns anos e no último dia 6 de maio foi internado no centro de recuperação “Jovem do Sertão”, que fica no bairro Dom José Rodrigues, em Juazeiro, por um irmão do patrão dele, que pediu autorização à família.

No último dia das mães, 13 de maio, a família fez contato com o centro na tentativa de visitá-lo e só aí soube que o rapaz tinha fugido durante a madrugada, três dias após ser internado, contou a mãe.

“Quando soube que meu filho tinha fugido, procurei o centro e lá soube que ele tinha tido um ‘surto’ e fugiu durante a madrugada. Não me avisaram nada e quando eu perguntei se ele não estava medicado para controlar a crise de abstinência, eles me disseram que o centro não trabalha com medicamentos, mas somente com a ‘palavra de Deus’. Quem é dependente precisa de medicamentos para controlar as crises, a agitação causada pela falta do álcool” , disse a mãe.

Dona Helena também informou que o centro “Jovem do Sertão” cobrou quinhentos reais para receber o filho dela, e que no ato do internamento foi pago o valor de trezentos reais, mas não foi emitido nenhum comprovante de pagamento. Ela questiona sobre a responsabilidade do centro em relação a seus internos.

“Eles disseram que não se responsabilizavam pelo desaparecimento dos internos, porque lá eles ficam livres. Como se cobra pelo internamento e não se responsabiliza por quem está em tratamento?”, questionou.

A mãe já prestou queixa do desaparecimento do filho na Delegacia de Polícia e também já procurou por ele nos hospitais da região e também no Instituto Médico Legal das duas cidades, mas até o momento não obteve nenhuma notícia, segundo nos informou.

“É desesperador passar pelo que estou passando. Sem saber se meu filho está vivo, morto, passando fome, por onde ele anda. Nós concordamos em interná-lo pensando no seu bem, na sua cura, mas foi pior. Ele sempre foi muito trabalhador e acreditamos na sua recuperação”, desabafou.

Dona Helena pediu a quem tiver qualquer informação sobre o paradeiro de Cícero Tadeu Costa, entrar em contato com a polícia ou também com nossa redação através do número (74) 988473422.

Nós estamos entrando em contato com o centro de recuperação citado na matéria, em busca de esclarecimentos.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.