Corrupção: Servidor da Prefeitura de Juazeiro é acusado de extorsão e é exonerado

A Prefeitura de Juazeiro anunciou a exoneração de um funcionário acusado de cobrar “propina” de empresários para evitar a fiscalização em empreendimentos e eventos ou facilitar para quem pagasse o acerto.

Segundo a acusação, o guarda municipal Jaílson Silva dos Santos, nomeado Diretor de Fiscalização da SEMAURB, Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano estaria cobrando  “propina” a empresários do ramo de entretenimento e a donos de empreendimentos, com a garantia de que o estabelecimento não seria fiscalizado ou haveria algum tipo de facilitação.

Segundo informações, Jaílson utilizava o argumento de cumprir o Termo de Ajustamento de Conduta, firmado entre o município, o Ministério Público e a Polícia Militar e extorquia os empresários.

Um dos abordados pelo servidor público, gravou um áudio em que Jaílson “tranquiliza” um empresário de Carnaíba, afirmando que ele não seria visitado pela fiscalização.

“Pela fiscalização está ok. Vai ter até uma operação no final de semana, mas eu peço para o pessoal que não vá em Carnaíba. Vê só a questão da polícia, mas a polícia não embaça muito não. Só a gente da fiscalização”, diz um dos áudios.

Em outro áudio, a voz, que seria a de Jaílson, pede, explicitamente, o pagamento de uma quantia para os fiscais.

“Talvez eu vá viajar. Aí você vê aí só um negocio para os fiscais, que eu vou pedir a eles pra não irem aí. Quando for depois, domingo ou segunda, você me repassa uma quantia, só pra os meninos tomar uma cervejinha na folga deles”, fala o fiscal.

Há suspeita de que outros servidores participavam do esquema.

Com base na acusação, a prefeitura de Juazeiro exonerou o funcionário e, em nota, informou que será instaurado um processo administrativo para apurar o fato, inclusive investigando a possível participação de outros servidores.

Confira a nota:

Ao tomar conhecimento da denúncia envolvendo o servidor Jailson Silva dos Santos, o prefeito Paulo Bomfim o exonerou imediatamente cargo de diretor de fiscalização da SEMAURB para que seja instaurado processo administrativo, além de providenciada a devida apuração dos fatos, inclusive para que se investigue a eventual participação de outros funcionários.

A Prefeitura de Juazeiro não admite tais práticas dentro da administração e adotará pleno rigor para, garantindo o direito à ampla defesa, apurar responsabilidades e aplicar as devidas sanções caso comprovadas as práticas irregulares.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.