Município realiza ação educativa no Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil

 

A Secretaria de Desenvolvimento Social, Mulher e Diversidade (SEDES) realizou durante toda a manhã desta terça-feira (12), Dia Mundial de Combate ao Trabalho Infantil, atividades educativas no centro da cidade com o objetivo de sensibilizar a sociedade a respeito do assunto. As equipes de abordagem da secretaria trouxeram para as ruas o tema da campanha nacional: ‘Não proteger a criança é condenar o futuro’ e com personagens e músicas infantis chamaram a atenção de quem passava.

O objetivo da campanha nacional, intensificada hoje, é informar, mobilizar e identificar possíveis formas de trabalho infantil nos diversos espaços da cidade.  “Através dessa ação as pessoas são sensibilizadas e alertadas acerca da realidade do trabalho infantil. A sociedade ainda precisa compreender que a obrigação do sustento de uma casa não pode ser transferida para uma criança ou adolescente. Comprar doces, amendoim ou qualquer outro item das mãos de crianças é financiar o trabalho infantil”, afirmou a Diretora de Proteção Especial, Fátima Macedo.

Segundo ela, o trabalho infantil se concentra em atividades de difícil fiscalização e apresenta-se principalmente em atividades informais, na agricultura familiar, no aliciamento pelo tráfico, em formas de exploração sexual, no trabalho doméstico e em atividades produtivas familiares. “Nosso foco este ano são as chamadas ‘piores formas do trabalho infantil’, atividades que muitas vezes não são percebidas como trabalho infantil pela família e sociedade ainda acostumadas à cultura de que trabalhar é melhor que estar na rua ainda. Então, precisamos difundir que o melhor é estudar, é ser criança e estar em ambientes apropriados para cada idade. A sensibilização da sociedade é essencial para este trabalho de erradicação”, destacou.

Dentro da programação da campanha de combate ao trabalho infantil serão realizadas até o final do mês abordagens sociais diárias e noturnas em vários pontos da cidade. As crianças identificadas durante as abordagens são cadastradas e em seguida as residências são visitadas pelas equipes da SEDES. Confirmada a situação de vulnerabilidade as crianças são encaminhadas para os serviços de convivência e fortalecimento de vínculos dos CRAS onde podem participar de atividades lúdicas, esportivas, educativas. Denúncias de trabalho infantil podem ser feitas através do número 0800-284-7033, de segunda a sexta ou do Disque 100 em qualquer dia da semana.

Por Fabiana Diniz/SEDES

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.