Hipocrisia e desrespeito a lei: Petrolina contrata conteúdo vulgar, libidinoso e agressivo à mulher para o São João

“Sexta-feira rotineira. Eu e meu baseado. ZapZap tocou. Uma proposta irrecusável. Whisky, cama box e sexo bolado. Te dou p… de baixo pra cima. E tu dá b… de cima pra baixo. Senta, p… vai! Senta p…, vai ca…..!”

Desculpem-nos, leitores, mas em nome da “moral e dos bons costumes” e porque somos “pessoas do bem”, não vamos traduzir os termos da “música” cantada ontem (20), pelo “cantor” Aldair Playboy durante seu show no São João de Petrolina, pago com dinheiro público, patrocinado pelo contribuinte petrolinense, pelas famílias tradicionais da bela cidade pernambucana. A Petrolina de Nilo Coelho. O reduto dos Coelhos, “que se reproduzem tanto” (como cantou o compositor Fatel).

No Pátio Ana das Carrancas, local onde é realizada a festa, crianças acompanhadas ou não de seus pais, adolescentes, adultos e uma multidão de todas as idades, curtia o som pra lá de chulo, vulgar, agressivo e indecente. Sem falar que desqualifica e desrespeita a mulher, de forma estúpida.

A multidão que estava lá aplaudiu um crime. Sim, um crime.

Segundo uma lei municipal, de autoria dos vereadores Ronaldo Souza Cancão (PTB) e Maria Elena de Alencar (PRTB) está proibida “a utilização de recursos públicos para contratação de artistas que, em suas apresentações, executem musicas, que desvalorizem, incentivem a violência ou exponham as mulheres à situação de constrangimento”.

Entretanto o Prefeito Miguel Coelho não cumpriu a lei e usou dinheiro público para contratar o cantor de músicas que fazem apologia às drogas, a vulgaridade e a imoralidade.

Senão, vejamos outra letra do Playboy:  “Só nós dois dentro do carro. Com os vidro tudo fechado. Você só relando em mim. Me deixando só ouriçado. P…, fala o que eu faço. Pra nós dois fazer um sexo. Vou te levar pro baile e quando terminar eu pego, pego, pego. Quando ela toma ‘doce’ (droga) ela fica louca. Quando ela bebe ela se solta. Vai, toma, toma, toma. Vai, toma, sua gostosa”, gravou o “cantor”.

Outra Lei Municipal, a de nº 3.012/2018, publicada no Diário Oficial do município em 25 de abril e sancionada pelo próprio Legislativo, de autoria do vereador Rodrigo Teixeira Araújo (PSC), proíbe o acesso de jovens menores de 18 anos em exposições de obras e espetáculos que contenham nudez, conteúdo devasso, libidinoso ou imoral, ainda que com a autorização dos pais”. Além disso, como infração aos equipamentos culturais que descumprirem essa determinação ou não afixarem a proibição prevista na Lei, serão aplicadas multas de até 1000 UFM (Unidade Fiscal do Município), interdição do estabelecimento e cassação da licença de funcionamento.

E agora? Duas leis municipais foram rasgadas pelo poder público municipal?

Mas o público assistiu, os autores da lei, até agora, não se pronunciaram, a bancada evangélica da Câmara de vereadores também não, os vereadores governistas e conservadores também estão calados, até o momento.

Apenas uma denúncia sobre a contratação desrespeitosa foi feita na sessão desta quinta feira (21). O vereador Gilmar Santos, (PT), indignado, fez saber que o cantor Aldair Playboy esteve na grade das atrações dos festejos do São João de Petrolina e se apresentou na noite de quarta.

“Você sabia que o dinheiro da população é utilizado pelo Governo Miguel Coelho para promover atrações artísticas que estimulam uma cultura de violência contra a mulher e o uso de drogas? Hoje na Câmara, denunciamos o caso da banda Aldair Play Boy e a “música” “Senta Porra”. Distribuímos cópias aos presentes. Esse é apenas um dos casos. Queremos um São João digno para o nosso povo”, comunicou o vereador aos seus seguidores nas redes sociais.

Um dos comentários no Facebook indicou uma punição para o gestor. “Indecente é quem contrata uma porcaria dessa. Tem que tirar o dinheiro de volta do secretário de eventos, do prefeito, para os cofres públicos”, Dácio Quirino.

Nesta quinta (21), a grande atração da noite é o “cantor”  Wesley Safadão, que como o próprio nome já diz, tem músicas bem “safadas”.

“Maldade só na hora do prazer. E daí se você é gostosa? Se você sobe e desce na festa? Se você tá virando tequila, não me interessa. Sabe por que eu não te largo? Cê faz gostoso e ainda põe leite condensado. Sabe por que você não me deixa? É que eu misturo romance com safadeza”.

Seguramente, será recorde de público!

E um show de hipocrisia!

Da Redação por Sibelle Fonseca

 

4 Comentários

  • Olha pra o céu meu Amor, veja como ele esta lindo……Que saudades destas musicais nas festa juninas. Certamente nunca mais veremos. Uma vergonha. Uma tristeza.que falta de romantismo e de Cultura destes compositores..Que tristeza.

    .

  • Fabricio disse:

    Em nome da moral e dos bons costumes
    Petrolina vive uma utopia
    Onde atores são perigosos
    E musicas vulgares simbolo de democracia

    Onde iremos chegar?
    Até quando continuaresmos
    Nestes governantes utópicos votar?

    Sinto-me ferido
    Enquanto poeta e ator
    Existe uma lei que fiscaliza artistas
    Pois acham que somos perigos
    Por denunciar hipocrisias e falar de amor.

    Escola sem partido
    São João com desmoralização
    Não querem que discutam nas escolas
    Pra não formar perigosos pensadores
    Que questionem esta sistematização

    A festa é boa
    E não precisa acabar
    Só e preciso que pense
    Como investir o dinheiro popular

    A população precisa
    Dançar de forma consciente
    Rebolando com o corpo
    E mexendo com a mente.

    Autor: Poeta Nascimento
    Projeto: Ser Tão Poeta

  • MARIA BERNADETE DE CERQUEIRA ANTUNES disse:

    Absurdo!! Quando até às instituições não se respeitam, não respeitam as leis que, em princípio nem deveriam ser necessárias por se tratar de atitudes e expressões nao esperadas entre humanos que se diferenciam dos demais animais por ter a chamada RAZÃO.
    Até onde chegaremos???

  • Antonila da França Cardoso disse:

    Finalmente uma voz se levsnts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.