Em resposta à leitora, PRE de Juazeiro diz que equipes estão fiscalizando o trânsito na área de obras do Mercado do Produtor

(foto: reprodução/Whatsapp)

Na manhã dessa terça-feira (10), o portal Preto no Branco publicou uma matéria mostrando a reclamação da leitora Karine Silva que entrou em contato com a nossa redação para denunciar os transtornos que, segundo ela, os condutores de veículos estão enfrentando com o início das obras de conservação e manutenção da rodovia BA-210 na região do contorno do Mercado do Produtor.

Karine disse que devido a falta de um agente de trânsito no local, os condutores estão enfrentando filas provocadas pela grande aglomeração de veículos que não conseguem transitar com facilidade. Além disso, um funcionário da empresa construtora estaria tentando organizar o trânsito, mas não está sendo respeitado pelos condutores.

“Cadê a prefeitura que não organiza? Naturalmente o trânsito neste local já é uma bagunça, imagina com obra na via”, questionou Karine que afirmou ter passado cerca de 30 minutos presa no contorno.

Respostas

Em contato com a Companhia de Segurança, Trânsito e Transporte (CSTT), fomos informados, por meio de nota, que “por se tratar de uma rodovia estadual a competência de fiscalização é da Polícia Rodoviária Estadual (PRE). A CSTT não pode atuar em rodovias estaduais, nem federais sem o aval e/ou convite dos órgãos responsáveis”.

Já a PRE de Juazeiro, por meio de telefone, em conversa com o capitão Eliude Barbosa, comandante da 4ª Companhia da Polícia Rodoviária Estadual em Juazeiro, informou que há uma guarnição atuando na fiscalização na área citada, exceto no período correspondente o horário de almoço e após o encerramento das atividades, às 18h.

Mas para Eliude o problema está no desrespeito dos condutores à fiscalização. Segundo o capitão, os condutores não estão respeitando as sinalizações através de cones nem as indicações para mudança de rota. “Precisamos da compreensão dos usuários para respeitar a fiscalização”, disse o capitão Eliude Barbosa.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.