Croácia vira sobre a Inglaterra e vai enfrentar a França na final da Copa do Mundo

Pela primeira vez em sua história, a Croácia vai decidir uma Copa do Mundo. Nesta quarta-feira, no estádio Luzhniki, em Moscou, a seleção começou mal, mas se ajeitou durante a partida e virou em cima da Inglaterra, vencendo por 2 a 1. Com três prorrogações nas três fases de mata-mata do Mundial da Rússia, os croatas chegam desgastados fisicamente para a finalíssima de domingo, contra a favorita França, no mesmo estádio. Mas é bom ninguém duvidar da força desse time.

No primeiro tempo da partida, a Inglaterra dominou todas as ações e poderia ter ido aos vestiários com um placar maior. Na segunda etapa, a Croácia esteve bem melhor, empatou o jogo e só não virou por detalhes. No primeiro tempo da prorrogação, as duas seleções tiveram chances para desempatar, mas foram os croatas, com Mandzukic, que chegaram ao segundo gol.

Mandzukic
Mandzukic marcou o gol da vitória croata. Foto: Carl Recine/Reuters

O jogo começou quente. Logo aos três minutos do primeiro tempo, Dele Alli recebeu ótimo passe de Lingard perto da meia-lua e sofreu a falta do craque Modric. Na cobrança, Trippier lembrou o craque inglês Wayne Rooney de tão bem que pegou bem na bola, que fez a curva por fora da barreira e entrou no canto esquerdo alto de Subasic – o goleiro da Croácia nem mesmo tentou pular na bola.

A seleção da Croácia parecia não ter forças para buscar uma reação. Modric e Rakitic, meio-campistas de grande categoria e titulares de Real Madrid e Barcelona, não conseguiam se entender. Distantes um do outro, pouco produziram na primeira etapa.

Assim, cheio de espaços para atacar, a Inglaterra foi avançando, principalmente com Dele Alli, que tinha liberdade para receber a bola – quase sempre o primeiro combate era feito já por um dos zagueiros da Croácia, e não pelos volantes.

Em uma dessas jogadas, a Inglaterra quase chegou ao segundo gol. Lingard achou Kane dentro da área, o atacante bateu rasteiro, mas Subasic fez grande defesa. No rebote, o próprio Kane, de dentro da pequena área, fez o mais difícil e chutou na trave. Contudo, o bandeirinha já havia assinalado impedimento na primeira jogada.

Aos 35, mais uma ótima chance para os ingleses. Kane dominou pela meia-esquerda e abriu para Dele Alli. O camisa 20 dominou já dentro da área e rolou para Lingard que, de frente para o gol e sem marcação, bateu à direita do gol de Subasic.

 

Fonte Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.