“Voltei para casa sem vacinar minha filha”, reclama mãe que procurou UBS, em Juazeiro-BA

Apesar dos índices de vacinação contra sarampo e poliomielite permanecem baixos mesmo após dia “D”, em Juazeiro-BA, moradores estão reclamando que não estão conseguindo vacinar seus filhos em algumas Unidades Básicas de Saúde da cidade. Durante o programa Palavra de Mulher Web, exibido hoje (21), dois internautas que estavam na audiência relataram que as equipes de dois bairros distintos, estariam encerrando o expediente uma hora antes do previsto.

“Fui buscar minha filha mais cedo na creche pra vacinar. Cheguei ao posto do bairro Dom Tomás às 16h e me disseram que tinha encerrado a vacinação, sendo que a unidade só fecha às 17h. Voltei para casa sem vacinar minha filha. Por isso gostaria de que a Secretaria de Saúde quais os horário das vacinas, pois a população não foi avisada sobre qualquer alteração”, relatou Joseane Ferreira Oliveira.

Segundo o internauta Sérgio Moreira, a situação também ocorreu na UBS do bairro Santo Antônio. “Ontem estava no posto de saúde do bairro Santo Antônio e tinha muitas mães vacinando as crianças. Porém, às 16h um funcionário disse que a equipe não iria vacinar mais ninguém. A ação gerou um constrangimento para as mães, já que o expediente da UBS é até as 17h”, declarou.

Em Juazeiro, a meta é vacinar mais de 14 mil crianças, mas até a última sexta-feira (17) os dados da vacinação registravam aplicação de apenas 4 mil doses e uma cobertura de 32%.

O PNB enviou as reclamações para a Secretaria de Saúde. Em nota, informou que os horários de vacinação foram alterados em todas as UBS, seguindo as normas recomendadas pelo Ministério da Saúde.

NOTA SESAU

A equipe que atua na Atenção Básica do município  de Juazeiro, especificamente com realização de vacinação, inicia seus trabalhos mais cedo, às 07h30, visto que o expediente começa a partir das 08h e encerra às 16h30. Os horários são alterados porque a equipe precisa organizar o procedimento de ambientação da Rede Frio, que necessita ser realizado 30 minutos antes da aplicação da vacina para o armazenamento e conservação adequada de temperatura da mesma. A SESAU ainda ressalta que o método segue as normas recomendadas pelo Ministério da Saúde.

Da Redação Por Yonara Santos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.