#EleNao: Mulheres do Vale do São Francisco se mobilizam contra Bolsonaro

Manifestações de repúdio ao candidato a presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL), serão realizadas no próximo sábado (29), pelas ruas de Petrolina-PE, Curaçá-BA, Sobradinho-BA e Juazeiro-BA. O postulante a Chefe de Estado é conhecido pelos ataques à dignidade e direitos de mulheres, homossexuais, negros e indígenas.

Os atos farão parte do Movimento Nacional “Mulheres Unidas Contra Bolsonaro”, iniciado em um grupo no Facebook e que em uma semana reuniu quase 3 milhões de integrantes. Apesar do grupo ter saído do ar, após ser invadido, as hashtags #EleNão #EleNunca, ganharam as redes sociais e novos grupos foram criados para organizar manifestações em diversas cidades do Brasil.

Em Petrolina, a manifestação está sendo organizada pelo grupo “Sertanejas Contra o Fascismo”, e acontecerá a partir das 9h, com concentração na praça do Bambuzinho, centro da cidade. De acordo com as organizadoras, após momentos de fala e debates, as mulheres seguirão pelas ruas para panfletar, dialogar com a população e afirmar seus posicionamentos diante da atual conjuntura política.

Já em Sobradinho, o ato será realizado pelo grupo “Mulheres em Foco”, que convida toda comunidade para participar. A concentração será a partir das 7h, em frente ao Mercado Municipal.

Em Curaçá-BA as mulheres também vão realizar uma caminhada pelas ruas da cidade a partir das 9h, saindo da praça H.

Diferentes das outras cidades, Remanso-BA vai realizar o movimento #EleNao, amanhã 28/09. A concentração será na praça Manoel Firmino a partir das 8 horas.

Em Juazeiro, a manifestação que está sendo organizada por mulheres do Partido dos Trabalhadores (PT) e do Partido Comunista do Brasil (PCdoB), será também de apoio aos candidatos a Presidência e Vice-Presidência da República, Fernando Hadad e Manuela D’ávila (PT). A concentração será realizada a partir das 9 horas, na praça Santiago Maior, centro da cidade.

Outras manifestações contra o candidato de extrema-direita também serão realizadas durante o sábado em outros países como Lisboa, Porto e Coimbra (Portugal), Berlim (Alemanha), Lyon (França), Galway (Irlanda), Barcelona (Espanha), Sidney e Gold Coast (Austrália), Londres (Inglaterra) e Haia (Holanda), entre outros.

A hashtag #EleNão também ganhou apoio de artistas nacionais e internacionais, como Daniela Mercury, Anitta, Deborah Secco, MC Loma, a cantora inglesa Dua Lipa, entre outros.

Um grupo de personalidades também se uniu para criar um manifesto contra o capitão da reserva. O documento “Pela democracia, pelo Brasil”, assinado por advogados, empresários, artistas e ativistas, não indica apoio a outras candidaturas, mas diz ser necessário se opor ao “projeto autocrático” do presidenciável do PSL.

Da Redação 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.