Quadrilha desarticulada durante tentativa de roubo a avião de transporte de valores praticou crimes em Juazeiro, Petrolina e Jacobina, diz polícia

(foto: divulgação PF)

A quadrilha que foi desarticulada durante ação conjunta entre as Polícia Federal (PF) e Polícias Militar de Pernambuco e da Bahia é acusada de praticar assaltos a bancos e carros-fortes em Bom Jesus da Lapa, Jacobina e Juazeiro, na Bahia, e em Petrolina, no Pernambuco. Os acusados foram abordados quando tentavam assaltar um avião de transportes de valores no aeroporto de Salgueiro (PE).

De acordo com a Polícia Federal de Pernambuco, os assaltantes invadiram a pista do aeroporto no momento da aterrissagem do avião. Os vigilantes dos carros-fortes foram abordados. Os bandidos atiraram contra o piloto, que foi obrigado a parar a aeronave. Durante a tentativa de roubo houve troca de tiros entre a polícia e os criminosos.

Na ação, seis homens que faziam parte da quadrilha morreram, dentre eles Galdioso Moura da Silva, de 47 anos, sargento demitido da PMBA, preso em 2016 acusado de participação na explosão do cofre do Banco do Brasil em Jacobina. As outras vítimas são Francieldo do Nascimento Silva, de 47 anos; Cláudio aprígio da Silva Neto, de 46 anos; Alex Gonçalves dos Santos, de 37 anos;; Renato Vieira dos Santos, de 51 anos e Rafael Rodrigues Pereira, de 36 anos.

Quatro integrantes da quadrilha foram detidos pelos policiais e outros quatro conseguiram fugir sem levar nada.

“Alguns, que estavam em uma caminhonete próxima e que ajudariam na fuga, conseguiram fugir. Estão sendo realizadas buscas na região, com o apoio da Polícia Militar, para localização e prisão desses assaltantes”, disse o assessor de comunicação da Polícia Federal em Pernambuco, Giovani Santoro.

Com os suspeitos foram encontrados seis fuzis AK 47 e uma metralhadora ponto 50, arma de uso exclusivo do Exército e de alto poder de fogo, que pode disparar de 400 a 600 tiros por minuto, com alcance de até 1,5 quilômetro, sendo capaz de derrubar helicópteros. A metralhadora estava instalada em um dos veículos utilizados.

Uma Toyota Hilux utilizada pelos bandidos foi metralhada. Os criminosos mortos usavam capuzes e vestiam coletes à prova de balas.

O piloto do avião foi socorrido e passa bem, segundo boletim médico.

O grupo é acusado de praticar assaltos a bancos e carros-fortes nas cidades de Bom Jesus da Lapa, onde dois policias militares foram executados em janeiro de 2017; em Jacobina, quando assaltaram a agência do Banco do Brasil da cidade em fevereiro de 2016; em Petrolina, quando houve o roubo ao carro forte atrás do Hospital Geral de Urgência em abril de 2017; além dos assaltos a quatro carros fortes entre Remanso e Juazeiro (BA).

De acordo com a PF, a quadrilha interestadual, que vinha sendo investigada há cerca de três anos, possui representantes em outros estados, portanto não é descartada a possibilidade de envolvimento com facções. Os armamentos utilizados pelo grupo são contrabandeados por traficantes internacionais de armas.

“Conseguem entrar pelas nossas fronteiras. Vão para o Rio de Janeiro, São Paulo, depois são encaminhados para integrantes de quadrilhas em outros estados”, afirmou Santoro.

A operação conjunta foi coordenada pela Policia Federal – DPF de Juazeiro (BA).

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.