Apoiadores de Bolsonaro saem em carreata pelas ruas de Juazeiro

(foto: reprodução/Whatsapp)

Após os protestos que ocorreram no último sábado (29) contra o candidato à Presidência pelo PSL, Jair Bolsonaro, organizados por mulheres em várias cidades do Brasil, nos Estados Unidos e na Europa, apoiadores do capitão da reserva  foram as ruas neste domingo (30). Houve manifestações na Avenida Paulista, em São Paulo, carreatas nas principais avenidas de Brasília, no Farol da Barra, em Salvador, e em outras capitais e cidades brasileiras.

Em discurso na avenida Paulista, o deputado federal Eduardo Bolsonaro (PSL-SP), filho do presidenciável, disse que “as mulheres de direita são mais bonitas que as da esquerda”. “Elas não mostram os peitos e nem defecam nas ruas. As mulheres de direita têm mais higiene”, afirmou.

Eduardo Bolsonaro também reiterou a possibilidade de fraude nas eleições. “Se a urna [eletrônica] não for fraudada, vai ser no primeiro turno”, declarou, referindo-se a uma eventual vitória de seu pai. “A diferença será tão grande que será impossível qualquer possibilidade de fraude.”

Em Juazeiro os manifestantes saíram da Orla Nova e em carreata passaram pelas ruas de bairros e do centro da cidade.

Vestindo verde e amarelo e usando o hino e a bandeira do Brasil, dois símbolos nacionais, como representações da campanha do presidenciável, centenas de motoristas e motociclistas reforçaram o apoio a Bolsonaro.

Alguns “paredões” tocavam as músicas de campanha, entre elas uma paródia do funk “Baile de Favela”, onde um trecho da letra diz:  “Dou para CUT pão com mortadela e para as feministas, ração na tigela. As minas de direita são as top mais belas enquanto, as de esquerda têm mais pelos que as cadelas”.

Os defensores de Jair Bolsonaro puxavam palavras de ordem como “mito”e “ele, sim”.

Em Petrolina (PE) o ato aconteceu na tarde de sábado (29), mas os eleitores do presidenciável também vieram ontem (30) a cidade baiana em apoio ao movimento.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.