“Nordeste miserável, tem que viver de esmolas” declara em rede social professora de Juazeiro

(foto: reprodução)

“Nordeste miserável … tem que viver de esmolas mesmo”, esse foi o desabafo de uma professora da rede municipal de ensino de Juazeiro, eleitora de Jair Bolsonaro (PSC), em sua página do Facebook, após o resultado da votação deste domingo (7), que colocou no segundo turno, o capitão da reserva e o presidenciável petista Fernando Haddad.

Indignada com expressiva votação do candidato do PT no Nordeste, a educadora do município baiano atacou a região e declarou que “seu povo vive de esmolas”.

A ira da professora, que preferimos ocultar o nome, chegou ao nosso conhecimento através de leitores revoltados com o seu posicionamento.

“Quanto desequilíbrio e despreparo desta professora”, disse uma leitora.

“A Secretária de Educação precisa, pelo menos, advertir esta educadora que ataca sua própria região e o povo nordestino”, declarou outra pessoa ao PNB.

“Isso não pode ficar impune. Uma servidora pública desqualificar a região em que vivem seus alunos, ao invés de incentivar o sentimento de pertencimento, é reprovável”, mais um leitor assim se manifestou.

“Preconceito de uma juazeirense contra o próprio nordeste, é uma atitude condenável. Uma coisa é liberdade de expressão, outra é discurso de ódio. Ela tem todo o direito de votar em quem quiser e até sentir essa raiva, mas expressar publicamente, para seus alunos e pais de alunos terem acesso, é um absurdo,” disse outro leitor.

A declaração da educadora lembra o cenário da eleição passada, quando o Brasil decidiu nas urnas eleger a presidenta Dilma Rousseff e os eleitores ressentidos usaram as redes sociais para disseminar manifestações de ódio contra os nordestinos.

Outrora, as mensagens foram desde um “destruíram nosso País” até desejos mais agressivos, como “que o ebola chegue ao Brasil pelo Nordeste”. Em um vídeo, uma mulher chegou a chamam os eleitores de Dilma de “miseráveis, imbecis e burros”.

À época, os protestos surgiram logo após o resultado da eleição, quando foram criadas mais de 300 páginas que promoveram a discriminação contra os nordestinos.

A postura lamentável da servidora pública nordestina, que segundo apuramos, trabalha como coordenadora do CSU, Centro Social Urbano, prova que o ódio cega até mesmo os “mestres”, cuja missão é ensinar, orientar, formar a cidadania e fomentar a cultura da paz e do respeito.

O ódio, cara mestra, é péssimo conselheiro. Faltou-lhe sabedoria!

Encaminhamos um pedido de esclarecimento à assessoria da Secretaria de Educação de Juazeiro sobre a declaração da professora que destoa de qualquer projeto pedagógico.

Da Redação

13 Comentários

  • Gil disse:

    E não foi a única, vi uma outra professora aposentada da rede municipal, falar o mesmo! Vergonhoso.

  • Ivânia Freitas disse:

    [23:13, 7/10/2018] Ivania Freitas: Observando aqui as postagens dos inconformados com a votação de #Hadad no Nordeste…, traço algumas reflexões:

    Além dos mesmos preconceituosos de sempre, acrescentam-se agora, os Nordestinos de direita que retomam a mesma e estúpida ladainha do “nordestino depende do bolsa família e por isso vota no PT”.

    O interessante, é ver que essas falas, quando não vem de ricos incomodados por não poderem nos escravizar como antes, vêm também de gente que nada tem, a não ser um “ap” ou casa alugados, que vende roupa, doces, trabalha por um salário qualquer, numa empresa qualquer, é professor/a; frentista, vendedor, balconista, etc, que NÃO SE ENXERGA classe trabalhadora e difunde o ódio de classe pela sua condição de IGNORÂNCIA política.

    É tão ignorante que não se vê explorado, se acha igual a elite e mal tem dinheiro para pagar o aluguel e comprar comida. É bem o tipo que vota em quem só fala em lhe tirar direitos, porque nem sabe interpretar o que o seu candidato diz e não diz. Me lembra uma frase que li um dia desses aqui no face, “um monte de inseto defendendo o inseticida” , ou, um monte de galinha, escolhendo a raposa para proteger o galinheiro.

    Como baiana, nordestina, filha de pais pobres, professora universitária, trabalhadora (que nunca teve cargo político) pesquisadora em educação, militante por justiça e igualdade, tenho um enorme orgulho da atenção que os governos do PT deram aos mais pobres, sobretudo, no Nordeste.

    Além do Bolsa Família (importante política de redistribuição de renda), cujo valor por família, é menor do que uma bolsa de marca que muitos ostentam (ainda que paga em dez vezes no cartão), que permitiu milhões de pessoas a terem o que comer diariamente; o PT, nos trouxe educação, moradia, rodovias de qualidade, acesso ao crédito, à cultura, à terra, à agua e tantos outros direitos que HOJE, neste dia histórico, permitiram que OS NORDESTINOS E NORDESTINAS, dessem a chance de o Brasil, não abrir mão da democracia e cair em um abismo sem fim, levado pelo ódio e pela apologia à violência, que tanto nos assusta.

    O Nordeste, onde o Brasil nasceu, RENASCEU HOJE , ainda maior e mais importante.

    VIVA à inteligência sutil e sagaz do povo do meu Nordeste!
    Viva à democracia!

    Professora Ivânia Freitas
    07 de outubro de 2018
    [23:19, 7/10/2018

  • dark knight disse:

    Como pode uma criatura dessa, ainda se diz cristã. É ministra da eucaristia aqui da Paroquia(Santo Afonso)
    no meu bairro, de dentro da igreja… como pode disseminar tanto ódio?\ Com certeza Cristo não pregou isso, muito pelo contrario, ele sempre foi pelos q tinham menos.

  • LUCAS DE SOUSA disse:

    Uma lunática religiosa que causa vergonha a todos nós nordestinos, essa é uma coitada que vive de ódio com raivinha porque seu capitão do ódio não conseguiu seu plano de espalhar o fascismo em nosso país no primeiro turno, ainda bem que o nosso nordeste deu essa oportunidade para o povo pensar melhor e escolher o que vai querer, ser governado pelo um Homem preparado ou pelo um doente de ódio e preconceito.

  • Rene disse:

    A professora tem o direito de se expressar livremente, é ou não é democracia? Com Bolsonaro na cadeira presidencial não haverá esse tipo de coisas, imprensa livre e independente! Socialismo e comunismo não! #elesim

    • Ana disse:

      Existe uma diferença gritante entre intolerância e liberdade de expressão. Enquanto o discurso de ódio não for rechaçado socialmente e juridicamente, manifestações como essas, baseadas na ignorância e no preconceito, continuarão a lotando as redes sociais.

    • Ana disse:

      Existe uma diferença gritante entre intolerância e liberdade de expressão. Enquanto o discurso de ódio não for rechaçado socialmente e juridicamente, manifestações como essas, baseadas na ignorância e no preconceito, continuarão a lotando as redes sociais.

    • Ana disse:

      Existe uma diferença gritante entre intolerância e liberdade de expressão. Enquanto o discurso de ódio não for rechaçado socialmente e juridicamente, manifestações como essas, baseadas no preconceito e na ignorância, continuarão a lotando as redes sociais.

  • brasileiro disse:

    Que nada o PT ao investir no Nordeste não fez mais que sua obrigação. Do mesmo jeito que ele trouxe a universidades ele trouxe corrupção, tirou de uns para da a outros. A universidade Federal do vale do são francisco está as minguas, até o transporte é comprometido e tando dinheiro que é desperdiçado e vocês como orientadores não estão nem ai, sem contar os milhões investidos em pesquisas que não servem de nada para a população. para que a pesquisa se a polução não pode usufruir ? O PT não é a salvação e nunca vai ser . o PT tem um lider presidiario, igualzinho ao beira mar ou qualquer outro bandido. ou pensa que ele é o Hobin Hoold que roubou dos ricos para ajudar o Nordeste? o Nordeste tem muito potencial, mas não cresce justamente por causa do pt que nós usa como massa de manobra.. o Bolsonaro pode até não ser a salvação e podemos até nos decepcionar, más é o único politico que vem com propostas decentes, segurança, organização politica, economia e investimentos… essa outra balela de opressor, racista, machista não existe. acorda ! o Brasil precisa mudar e para isso o PT tem que acabar

  • brasileiro disse:

    Ficam ae pagando de santo, criticando uma professora revoltada. Que no final não esta nem errada e esquecem do próprio húmbig. você ai , ja parou de trair sua mulher ? a senhora ai ja parou de trair seu marido ? ja parou de roubar? ja parou de defender bandido ? não ? e porque paga de santo e vem criticar e massacrar alguém ? respeita a opinião dela.. inclusive tenho certeza que você ai que critica não é uma pessoal boa e 100% correta, honeste .. se liga cara pálida

  • César Ivanildo da Silva disse:

    Quero lembrar a esta professora que o Nordeste tem uma área de 1.554,291 km² , e uma população de 56.760,780 habitantes . Pra ela saber o que isso significa basta que ela compare o Nordeste com alguns países da Ôropa .

  • DARK KNIGHT disse:

    SE REVOLTOU E FALOU ASNEIRA… NÃO CONSEGUIU INTERPRETAR O DIREITO DE LIBERDADE DE EXPRESSÃO, AGORA O POVO DO NORDESTE EXERCE AQUI O DIRETO DE RESPOSTA AO AGRAVO… AGUENTA!!!

  • Frank José disse:

    Kkkkk sou nordestino e votei em Bolsonaro com muito orgulho! Petralhada parem de falar do capitão Jair Bolsonaro, os petralhas pesam que vai ter terceiro turno kkkkkkkkkkkkkk

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.