Operação “Trânsito Livre”: coordenador e ex-funcionário da 8ª Ciretran de Juazeiro são presos por fraude e organização criminosa

(foto: divulgação/Polícia Civil)

Um ex-funcionário e o coordenador da 8ª Circunscrição Regional de Trânsito (Ciretran) da cidade de Juazeiro foram presos na manhã desta quinta-feira (11). Eles são acusados de peculato (desvio de dinheiro ou bem móvel público), corrupção ativa e passiva e organização criminosa.

De acordo com a Polícia Civil, as investigações foram iniciadas no final de 2017. Foi verificada a subtração de dezenove veículos do pátio da 8ª Ciretran. Não foi verificado nenhum indicio de arrombamento no prédio do órgão, o que chamou atenção da polícia. A investigação foi direcionada para a estrutura e funcionamento do órgão.

Foram recebidas denúncias de populares que afirmaram ter conseguido liberação de veículos, mesmo com restrições administrativas, como IPVA atrasado ou multas, através do pagamento de propinas à funcionários. Ainda segundo a PC, os veículos irregulares, apreendidos na Ciretran e que a associação criminosa acreditava que poderia não haver interesse dos legítimos proprietários para buscá -los, eram furtados pelos integrantes do esquema criminoso que providenciava “esquentar” os documentos, legitimando-os para concretizar a venda, garantindo a posse pacífica do veículo pelo comprador.

Segundo a Polícia Civil, o coordenador da 8ª Ciretran, Ítalo José dos Santos Souza, era quem liderava o grupo criminoso e acompanhava todo o desenvolvimento das ações, sendo responsável pela expedição dos documentos fraudados, assinados por ele mesmo. O coordenador era quem detinha a chave do pátio onde os veículos eram guardados.

O ex-funcionário vistoriador de veículos, Jair dos Santos Santana, que trabalhava no órgão na época dos primeiros fatos verificados, participava das ações dando resultado de vistoria, cooperando com a atuação fraudulenta, informou a PC.

Durante a operação “Trânsito Livre”, foram apreendidos diversos documentos de transferência de veículos, computadores e valores em dinheiro nas residências dos acusados, além de vários documentos e computadores na sede da 8ª Ciretran de Juazeiro.

Os presos serão interrogados, encaminhados à Audiência de Custódia e em seguida ao Conjunto Penal de Juazeiro.

A operação “Trânsito Livre” foi deflagrada pela Delegacia de Repressão à Furtos e Roubos (DRFR) de Juazeiro com apoio da 17ª Coordenadoria de Polícia do Interior (17ª Coorpin) e do Ministério Público.

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.