“É um descaso total fazer um curso técnico durar o tempo de um superior”, reclama aluna do CETEP-SF

A leitora Priscila Dias entrou em contato com a redação do portal Preto No Branco para reclamar de um descaso, que segundo ela, está ocorrendo no Centro Territorial de Educação Profissional do Sertão do São Francisco (CETEP-SF), Juazeiro-BA. Ela é aluna do curso técnico de Enfermagem e diz que está enfrentando dificuldades para concluir a formação.

“No início eles nos prometem um curso técnico com dois anos de duração, incluindo os estágios. Hoje, após dois anos de aulas teóricas, ainda não sei quando termino o meu último estágio”, declarou a estudante.

Priscila explicou que para finalizar o curso técnico precisa passar obrigatoriamente por oito estágios, totalizando uma carga horária de 400 horas, mas que até agora, só conseguiu cumprir 80h. “Os estágios dos alunos são marcados por uma coordenação. Minha turma finalizou as aulas teóricas em julho e só participamos do primeiro estágio dois meses depois. Agora,  quatros messes depois, não sabemos quando será o próximo”, acrescentou.

A estudante disse ainda que já procurou a direção do Centro e a coordenação de estágios para reclamar da demora e foi informada que existe uma fila de espera das turmas dos anos de 2014, 2015, 2016 e que esses alunos terão prioridade nos agendamentos de estágios. “Temos conhecimento de turmas que terminaram as aulas teóricas em 2014 e que, quatro anos depois, ainda aguardam estágios. Isso é um tremendo absurdo. É um descaso total fazer um curso técnico durar o tempo de um superior. Optamos por essa formação para termos um acesso mais rápido ao mercado de trabalho e agora estamos impossibilitadas de exercer a função por conta dessa demora”, reclamou.

Priscila Dias finalizou dizendo que espera uma resposta imediata. “A nossa necessidade é por estágios imediatos, pois estamos desempregados e não temos nenhuma previsão de quando vamos concluir o curso. Isso é preocupante. Por isso, gostaria de uma solução por parte da direção do Centro, da coordenação de estágio e do Governo do Estado”, concluiu.

O PNB está encaminhando a reclamação da aluna para a direção do CETEP-SF.

Da Redação

8 Comentários

  • Lara disse:

    Uma verdadeira falta de respeito com os alunos dessa instituição.

    • ELINEIDE OLIVEIRA disse:

      faço parte da turma de pricila,
      e simplesmente um descaso
      e muita falta de respeito com todos os alunos.
      eu mesma deixei de trabalhar , até mesmo fechar o meu comercio para mim dedicar por dois anos e com muito sacrifício, para agora que estou precisando trabalhar ficar nessa sem poder concluir o curso por falta de estágios…

    • Lorena disse:

      Uma verdadeira falta de consideração e respeito para com os Alunos. uma situação desistimulante para que aguarda uma vaga no mercado de trabalho

  • Lorena disse:

    Uma situação desestimulando

  • Kátia Alves disse:

    Uma falta de compromisso com o alunado,porque quando engressamos no curso não foi informado que tem uma fila enorme para os estágios.Eu não tenho compromisso com fila e sim tenho direito de fazer meu estágio agora porque terminei em Julho e não sou obrigada a esperar por fila nenhuma.

  • Luana moana disse:

    Sempre que procuro a instituição , recebo essa mesma resposta , a minha turma terminou em julho desse ano , so tenho um estagio que foi realizado em dezembro de 2017 . nos dedicamos tanto , total tristeza .

  • Terezinha de Jesus Amorim disse:

    É uma triste realidade que todos os estudantes em cursos técnicos enfermagem estão vivendo de um verdadeiro descaso e desrespeito com pessoas que passaram anos se dedicando para hoje está esperando, sabe Deus até quando;

  • Sheila Rogéria Silva da Costa disse:

    É de fato destimulante passamos dois anos estudando, enfrentamos várias dificuldades para concluirmos o curso e na reta final ficamos embargados, de mãos atadas sem podemos concluir os estágios. É uma falta de vergonha e falta de compromisso com os alunos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.