Morador de Juazeiro desabafa: “Nossa cidade está um caos”

O leitor Tenório Neto, morador de Juazeiro, enviou para a redação do PNB um texto em que demonstra sua insatisfação em relação a gestão municipal e desabafa sobre a situação em que se encontra a cidade de Juazeiro. Ele tece críticas a saúde, a infra-estrutura e diz que Juazeiro “está um caos”.

Veja o texto na íntegra  

“Nossa cidade está um caos, decaiu tudo estamos nos retrocesso. Hoje, Então, você imagina. Nos PSFs, a maioria está com calamidades de atendimento ou sem remédio. O Hospital da Maternidade está sem credibilidade por diversas notícia de negligencias medicas que já virou caso de denúncias ao mistério público. A UPA está vivendo uma crise de gestão, foram demitidos 2 médicos nessa última semana.  Quando tem um caso de urgência e emergência, tem que mandar pra cidade vizinha Petrolina ou reza pra ter atendimento imediato na UPA de juazeiro, Corredores hospitalares superlotados, pacientes deitados nos chãos, nas macas, em péssimas condições de higiene e saúde: eis o duro retrato da realidade de nossa Juazeiro na área da saúde. A falta de leitos, materiais e, principalmente, médicos são algumas das mazelas que a população enfrenta em hospitais do Sistema Único de Saúde (SUS) devido à falta de GESTÂO MUNICIPAL no setor.

Juazeiro nos últimos anos desde 2012 fechou 4 hospitais e cortou convenio com 2 hospitais de grande importância para a saúde de juazeiro. Como pode isso ??

“As ruas de nossos bairros estão precárias. Nós temos que melhorar a saúde e a mobilização urbana de nossa Juazeiro, “, argumentou.

Juazeiro vive em um “GOVERNO FAKE NEWS” diz na mídia que faz porém quando vamos conferir a veracidade é só mentiras a realidade é a calamidade e descaço com a população Juazerense.

Os cidadãos estão significativamente prejudicados ao longo desses últimos anos devido a uma polarização política responsável por desviar o foco e comprometer a eficácia da gestão pública.

Tenório Neto

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.