Acusado de assassinar irmãos, em Petrolina, é condenado a 28 anos de prisão

O julgamento ocorreu após quase seis anos do duplo homicídio

(Foto: TV Grande Rio/G1)

 

Allysson Soares Pimenta foi condenado a 28 anos de prisão, pelo duplo homicídio dos irmãos Carmélio Cavalcanti e Claudenor José. O acusado foi a júri popular na manhã desta quarta-feira (27), em Petrolina-PE.

Diante da juíza e de uma platéia restrita Allysson confirmou que no dia 16 de agosto de 2013 efetuo os disparos de arma de fogo que mataram os irmãos. O duplo homicídio ocorreu no bairro Antônio Cassimiro 2, em Petrolina.

O réu afirmou ainda, em depoimento, que no dia do crime que estava bêbado e que reagiu a uma agressão verbal. Ele fugiu logo e passou um tempo em Londres, na Inglaterra, sendo preso em outubro de 2015 pela Interpol.

Alysson ficou detido em Alagoas, Maceió, por mais de três anos e só foi transferido para Petrolina esse mês. O julgamento ocorreu após quase seis anos do duplo homicídio.

Parentes do réu e dos das vítimas acompanharam o júri popular. Carmélio Cavalcanti tinha apenas 24 anos quando foi assassinado. Ele deixou um filho pequeno e a mulher grávida na época.  Já Claudenor José tinha 34 anos e também deixou um filho pequeno.

 

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.