Fiasco: seleção feminina perde mais uma dos EUA

(foto: CBF / Divulgação)

A seleção brasileira feminina de futebol não teve um bom desempenho na última competição de preparação para o Mundial deste ano, que acontecerá em junho, na França. Na noite de terça-feira (5), a equipe comandada pelo técnico Osvaldo Alvarez, o Vadão, foi batida pelos Estados Unidos por 1×0, no Raymond James Stadium, na cidade de Tampa, em solo norte-americano, e fechou a participação no torneio amistoso She Believes com três derrotas em três partidas.

Nos Estados Unidos, a seleção brasileira que tem a atacante Marta, seis vezes escolhida como a melhor do mundo – ganhou esse prêmio em 2018 -, jogou sem Cristiane, outra experiente atleta que hoje atua pelo São Paulo, que está machucada. Nas duas primeiras rodadas, derrotas para a Inglaterra, por 2×1, e para o Japão, por 3×1.

Apesar da vitória na terça-feira, as atuais campeãs do mundo e líderes do ranking da Fifa não faturaram o título, que foi conquistado pela Inglaterra. As inglesas superaram o Japão por 3×0, no primeiro jogo da rodada dupla em Tampa, e terminaram o quadrangular na primeira posição com sete pontos, dois a mais que as anfitriãs.

Agora, a seleção brasileira terá o Mundial pela frente. A estreia será diante da Jamaica, no dia 9 de junho, em Grenoble. Em seguida enfrentará a Austrália no dia 13, em Montpellier. Fechando a fase de grupos, o Brasil jogará contra a Itália, no dia 18, em Valenciennes.

Em campo, nesta terça-feira, o jogo começou comas duas equipes atacando. Os Estados Unidos tiveram um gol anulados nos primeiros instantes e o Brasil perdeu uma chance em um chute de Thaisa que passou rente à trave esquerda norte-americana. Mas aos 19 minutos as donas da casa conseguiram abrir o placar. Após Aline fazer grande defesa, Heath aproveitou o rebote e acertou o ângulo para fazer 1×0.

Na etapa final, o Brasil foi mais ao ataque e teve alguma oportunidades com Marta, em jogada individual aos sete minutos, e com Ludmila, aos 29, que teve o chute defendido pela goleira Harris. A seleção brasileira adiantou a marcação e buscou pressionar na reta final, mas esbarrou na forte marcação das anfitriãs.

O Brasil jogou na terça-feira com: Aline; Letícia, Érika, Mônica e Andressa Alves (Jucinara); Formiga, Thaisa, Adriana e Debinha (Geyse); Marta e Bia (Ludmila).

Estadão

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.