Camila Yasmine é atração de estreia da 12ª edição do Aldeia Vale Dançar nesta terça-feira (23)

(foto: ALzyr Saader/divulgação)

Começa nesta terça-feira (23) a décima segunda edição da Aldeia Vale Dançar – Festival de Dança do Vale do São Francisco. Tendo como tema “Corpos Dissidentes”, este ano o festival homenageia Chagas Sales, um dos precursores do movimento de Dança em Petrolina.

Realizada pelo Sesc, a programação, que segue até o dia 1º de maio, integra as ações do projeto nacional Palco Giratório e acontece em Petrolina e Juazeiro (BA). Na grade, haverá ações formativas, espetáculos de dança, shows musicais e intercâmbio entre artistas de Pernambuco e de outros estados, como Rio de Janeiro e Amapá.

A programação acontecerá no Sesc, na Ilha do Massangano e no CEU das Águas, em Petrolina e no Espaço Filhos de Zaze, em Juazeiro. A abertura será na terça-feira (23/4), às 20h, no Teatro Dona Amélia, com o espetáculo “Abayomi”, que será apresentado por Camila Yasmine com participação do Grupo Batuk-ajé. Em seguida, será exibido o documentário “Chagas, um homem rio”, de Fernando Pereira.

Única no Brasil com programação totalmente voltada à dança, a Aldeia Vale Dançar é braço cultural do projeto Palco Giratório, que nesta edição traz a Petrolina, no dia 26 de abril, às 20h30, no Teatro Dona Amélia, o espetáculo “Cria”, da Cia Suave / Alice Ripoll (Rio de Janeiro-RJ). Já no dia 27, às 19h, no CEU das Águas, será encenado o espetáculo “Chica, Fulô de Mandacaru”, da Cia Casa Circo (Macapá-AP). No dia 30, no Teatro Dona Amélia, às 20h, a Cia Casa Circo (Macapá-AP), apresentará o espetáculo “A Mulher do Fim do Mundo”.

Como acontece tradicionalmente em todas as edições, o encerramento da Aldeia Vale Dançar ocorrerá no dia 1º de maio, a partir das 9h, com o “OverDança”. Serão 12 horas ininterruptas de programação, com dança, intervenções, mercado cultural, música com a DJ Candite (Petrolina) e show da cantora Márcia Castro (Salvador–BA), que traz o repertório do seu último disco, “Treta”.

Parte da programação é gratuita, exceto as que acontecem no Teatro Dona Amélia, com ingresso a R$10 para o público em geral e R$ 5 para trabalhadores do comércio de bens, serviços e turismo e seus dependentes. Para o Overdança, a entrada custa R$ 5 ou 1 kg de alimento não-perecível.

Homenageado

Chagas participou do movimento cultural da Escola Marechal Antonio Alves Filho (EMAAF), nos anos 1970, e em 1984 criou as primeiras coreografias do grupo Batuk-ajé. Hoje, é produtor da Festa de Santo Antônio e do Samba de Veio da Ilha do Massangano. “Com a história de Chagas, nossa proposta é discutir os diversos corpos que estão à margem dos padrões, o que é um ato político”, afirma o coordenador da Aldeira, Jailson Lima.

Confira a programação completa do Aldeia Vale Dançar:

23/04 – (Terça)

20h – Teatro D. Amélia | Show “Abayomi” | Camila Yasmine (Petrolina-PE) e participação do grupo Batuk-ajé (Petrolina-PE) | Exibição do documentário “Chagas, um homem rio” | Fernando Pereira (Petrolina-PE) | 60min

24/04 – (Quarta)

16h – Teatro D. Amélia | Vetor | Coletivo Incomum de Dança e APAE (Petrolina-PE) 19h – CEU das Águas | Barcool | Confraria 27 (Petrolina-PE) | 120 min | 18 anos 19h30 – Teatro D. Amélia | Exibição do filme “Corpo Elétrico” e conversa Corpos elétricos em Diálogos | Lucas Andrade (São Paulo-SP), Élson Rabelo (Petrolina-PE), Eduardo Rocha (Juazeiro-BA) e Naruna Freitas (Recife-PE)

25/04 – (Quinta)

16h – Sala de Teatro | Pensamento Giratório: Cia Suave (Rio de Janeiro-RJ) e Cia de Dança do Sesc (Petrolina-PE) 19h – CEU das Águas | O Nascimento do Grito | Natalia Agla (Petrolina-PE) | 40 min | 18 anos 19h– Biblioteca | Lançamento do Livro “Angel Vianna através da história – a trajetória da dança da vida” | Juliana Ribeiro (João Pessoa-PB) | 60 min 20h30 – Teatro D. Amélia | Rio de Contas | Cia de Dança do Sesc (Petrolina-PE) | 45 min

26/04 – (Sexta)

16h – Sala de Teatro | Corpo, Dança e Envelhecimento | Denise Stutz (Rio de Janeiro-RJ), Juliana Ribeiro (João Pessoa-PB), Leidy Costa (Petrolina-PE) e Clara Isis (Juazeiro-BA) 19h – CEU das Águas | Ossain em trânsito | Marilza Oliveira (Salvador-BA) | 15min | Livre 20h30 – Teatro D. Amélia | Cria | Cia Suave / Alice Ripoll | (Rio de Janeiro-RJ) | 50 min | 14 anos – Palco Giratório 21h – Espaço Filhos de Zaze | Festa de GuerreirX | Tamboriadores (Petrolina-PE), Afoxé Filhos de Zaze (Juazeiro-BA) e Coco de Umbigada (Olinda-PE) | 180 min | Livre

27/04 – (Sábado)

16h – Sala de Teatro | Corpo e Ancestralidade | Marilza Oliveira (Salvador-BA), Beth de Oxum (Olinda-PE), Edna Rosa (Juazeiro-BA) e João José S. Borges (Juazeiro-BA) 19h – CEU das Águas | Chica, Fulô de Mandacaru | Cia Casa Circo (Macapá-AP) | 45 min | 12 anos – Palco Giratório
20h30 – Teatro D. Amélia | Só | Denise Stutz (Rio de Janeiro-RJ) | 50 min | 14 anos
22h – Espaço Cubículo | Dança ao Cubo | Brena Gonçalves (Ilhéus-BA) e Sandra Guimarães (Petrolina-PE)

28/04 – (Domingo)

15h – Teatro D. Amélia | Mostra Dia Internacional da Dança
16h – Ilha do Massangano | Baronesa | Laís Bione e Yane Andrade (Juazeiro-BA) Debaixo D’Água | Coletivo Trippé (Petrolina-PE/Juazeiro-BA) | 50min | Livre 17h – Ilha do Massangano | Hortênsia | Daniela Amoroso (Salvador-BA) | 40 min | Livre 18h – Ilha do Massangano | Reisado do Lambedor (Lagoa Grande-PE), Reisado da Mata de São José (Orocó-PE) e Baque Opara (Petrolina-PE) e Exibição do documentário “Chagas, um homem rio” | Fernando Pereira (Petrolina-PE) | 120 min | Livre
20h – Ilha do Massangano | Coco de Umbigada (Olinda-PE) e Samba de Veio da Ilha do Massangano (Petrolina-PE) | 100 min | Livre

29/04 – (Segunda)

16h – Sala de Teatro | Pensamento Giratório: Ane Caroline (Macapá-AP) e Daniela Amoroso (Salvador-BA) e Laís Bione (Juazeiro-BA) 19h – Sala de Dança | O homem que Dança: a presença do corpo masculino na dança contemporânea (Demonstração da pesquisa) | Qualquer Um dos 2 Cia de Dança (Petrolina-PE) | 40 min | 16 anos
20h30 – Teatro D. Amélia | A Notícia | Caleidos Cia de Dança (São Paulo-SP) | 45 min | 16 anos

30/04 – (Terça)

16h – Biblioteca | Palestra “Corpos Dissidentes” | Isabel Marques (São Paulo-SP) 19h – Sala de Dança | Sobre o tempo | Grupo IntensIDADE e Solo Sem idade | Grupo de Dança da 3ª Idade do Sesc (Petrolina-PE) 20h– Teatro D. Amélia | A Mulher do Fim do Mundo | Cia Casa Circo (Macapá-AP) | 35 min – Palco Giratório

01/05 – (Quarta) – OverDança

09h – Sala de Teatro | Seminário Pensamento de Um corpo que Dança| Cia de Dança do Sesc (Petrolina-PE) 13h – Espaço da Cantina | DJ Candite (Petrolina-PE) 14h – Sala de Dança | Palestra “Descomplicando a acessibilidade para projetos culturais” | Andreza Nóbrega (Recife-PE)
15h – Salão | O espetáculo é a periferia: encontro de danças urbanas 16h – Teatro D. Amélia | Debaixo D’Água | Coletivo Trippé (Petrolina-PE/Juazeiro-BA) | 50min 17h – Corredor e Salão | Mercado Cultural 17h – Palco Alternativo | Magdalenas | 60min | Livre 18h – Teatro D. Amélia | Em Movimento | Grupo Moendança (Goiana-PE) | 40min | Livre
19h – Salão | Não Alimente os Animais | Jaqueline Vasconcellos (Salvador-BA) 19h – Palco Alternativo | Made in Quebrada | Juazeiro-BA | 90min | 16 anos 20h – Espaço da Cantina | Há Dois | Cia Dance Mais (Petrolina-PE) 21h – Teatro D. Amélia | Procedimento Chão | Interior Coletivo (Belo Jardim-PE) | 40 min | Livre 21h – Rua | Dança no Asfalto | SerTão Pé Quente (Petrolina-PE) 22h – Palco Alternativo | Treta | Márcia Castro (Salvador-BA) | 90 min | 16 anos

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.