APAE Petrolina sediou projeto de dança hoje (02) pela manhã

Com Batuques e exposição, Cia. Balançarte levou arte da dança para instituição

Entre espetáculos e exposição, hoje (02) pela manhã os alunos da Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae Petrolina) puderam vivenciar a linguagem da dança. O pátio da instituição foi palco para o projeto ‘Batuques nos terreiros’ da Cia. Balançarte, que levou sua temporada gratuita de apresentações e também uma exposição que conta a história do trabalho que desenvolvem na região há 13 anos.

Para o professor Nilson Castro, momentos como esse são importantes para a inclusão dos alunos. “Quanto mais eles estiverem expostos a manifestações de cultura como foi o espetáculo Batuques, sem dúvidas vão agregar muito na convivência diária de cada um”, afirmou.

O sorriso de Maria Luiza Ana Falcão confirma o impacto positivo da ação na Apae. “Eu achei ótimo o espetáculo, achei tudo muito bonito. E achei a exposição linda”, comentou. O professor também comentou que a exposição tem despertado a atenção dos alunos. “Eles ficam bastante curiosos na exposição, fazem questionamentos à todo tempo para saber detalhes”, disse.

O projeto conta com o incentivo do Governo de Pernambuco, através do edital Funcultura Geral 2016/2017. Após ter passado pela Apae, a Associação de Mulheres Rendeira (bairro José e Maria) e pelo CEU das Águas (bairro Rio Corrente), as atividades ainda devem acontecer nas comunidades do bairro João de Deus e Ilha do Massangano.

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.