Empresário diz que SEMAURB interrompeu evento autorizado pela prefeitura e fala em perseguição

(foto: arquivo pessoal)

Joaquim Antas de Sena, proprietário de um bar situado no bairro Dom José Rodrigues, em Juazeiro, entrou em contato com a redação do PNB para denunciar o que define de “perseguição” por parte da prefeitura. Segundo ele, a gestão vem interditando os eventos promovidos no espaço, mesmo com alvará e autorização para realizar festas em dia.

O proprietário informou que havia retirado, junto a prefeitura, duas autorizações para este final de semana: a de sexta-feira (24) e a de domingo (26) para voz e violão, e a de sábado (25) para som mecânico, mas que proíbe a utilização de som de paredão. No último sábado, entretanto, dia que estava marcado para acontecer um evento com um DJ, a fiscalização da Secretaria de Meio Ambiente e Ordenamento Urbano (SEMAURB) barrou a festa.

“Eles alegaram que nossa autorização não permite som mecânico. Acho que entre eles está havendo uma falta de comunicação. Fui na SEMAURB e eles me disseram uma coisa. A fiscalização chega no estabelecimento e diz outra coisa. Mas essa fiscalização eu vejo com uma perseguição, pois no bairro tem um outro bar, que estava promovendo uma festa com uma banda, e eles só barraram somente nós. Nesse outro bar nem pararam o evento, nem pararam as viaturas para analisar a documentação. Se a lei é para todos, mas foi aplicada somente no meu bar, que estou legal, considero uma perseguição”, disse.

Joaquim afirmou ainda que durante a fiscalização os agentes mediram o som, que estava em 95 decibéis. Na tabela de limites sonoros fornecida pela própria secretaria, os eventos autorizados pelo município na área descrita no alvará de autorização estabelece entre 70 e 100DB para os períodos diurno e noturno. Portanto, dentro do padrão estabelecido.

O empresário disse ter ficado no prejuízo, tendo em vista que investiu na contratação da atração, decoração, iluminação e mercadoria. Em uma postagem nas redes sociais, Joaquim desabafou.

“É uma pena esses políticos façam da nossa cidade um jogo político. Quero expressar a minha  indignação e repudiar a conduta desses funcionários de indicações políticas, que estão infiltrados nos órgãos do município para atender interesses individuais de determinados políticos”, declarou o comerciante.

De acordo com Joaquim, está não é a primeira vez que fiscais da SEMAURB interditam eventos no seu estabelecimento.

O PNB está em contato com a secretaria.

Da Redação

4 Comentários

  • Antônio José disse:

    A SEMAURB agiu corretamente, esse bar é barulhento e incômodo. Não respeita a vizinhança, promove festas em alto volume que começa na sexta-feira e se estende aos sábados e domingos.
    O horário das festas que começa por volta das 22h só termina de madrugada, às 4h. Enfim, não é justo que os trabalhadores não consigam dormir, ter um justo descanso, por conta da bebedeira dos outros.

  • Maria disse:

    Infelizmente tenho visto que o mesmo tem sido alvo de perseguição por ser atualmente o melhor e mais aconchegante local para se distrair com amigos e familiares, oque eu percebi com tudo isso foi uma grande inveja dos demais locais de lazer onde fazem de tudo para a caída do bar, hoje em dia não queremos serestas e sim um som de voz e violão como o local nos oferece.

  • Cicero disse:

    Anônimo Boa atodos amigos e amigas que estão vendo estas absurdas perseguição mais sabendo todos que o nosso amigo Joaquim não estar ultrapassando a nem um momento as normas da lei nem estar usando o espaço de trabalho dele pra prejudicar a ninguém muito pelo contrário tudo isto é causado pelo que ele mesmo acabou de de falar logo lá em cima que as organizações políticas estão envolvida pelo meio de tudo isto como tanbem alguns vizinhos do local que são próximos de pessoas que estão enfriutadras nos órgãos do estado, que por parte ,querem porq querem que o mesmo o senhor Joaquim esteja errado,pois eu pela lei certo pelo certo, digo sem medo de errar o próprio local que estar sendo atacado por estas injustiça sempre foi um ambiente de festas e erventos logo antes pois não consta ninguém por inveja ou intereso político estar querendo tirar um jovem que estar apenas trabalhando honestamente do seu espaço de trabalho..fica aqui a .colocação de um amigo do empresários…

  • Admirador da página disse:

    Antonio José engraçado que os outros demais bares não incomoda, palhoça da caixa, brasileirão os mesmo nos finais de semana não só incomodada com o som alto como obstrui a avenida alfa. Eles usam o retorno da avenida alfa como palco colocam cones e cavaletes e fecham o retorno da avenida. Eu me pergunto? Cadê as fiscalizações (CSTT) Damião Medrado que mora no mesmo bairro, cade a vigilância sanitária pois os frequentadores desses ambientes URINA e usam DROGA ali mesmo atrás da caixa da água. Enfim! Isso se chama perseguição.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.