Escolinha RIA de Futsal representa Juazeiro e tem bom desempenho na Taça Aracaju Nordeste

 

No último fim de semana, três equipes da Escolinha RIA de Futsal, de Juazeiro, participaram da Taça Aracaju da modalidade, que reuniu equipes de diversas estados do Nordeste. As equipes juazeirenses tiveram bom desempenho na competição, chegando a duas finais nas categorias sub-7 e sub-9, e o sub-8 chegou à semi-final.

A Escolinha RIA funciona em Juazeiro, Norte da Bahia, há 8 anos, e já participou de várias competições de futsal. A Taça Aracaju Nordeste de Futsal foi a terceira competição em que abrangeu diversos estados e equipes de renome nacional, a exemplo de Santa Cruz e Náutico. Para o coordenador e técnico da Escolinha, Ricardo Filho, apesar de ser uma instituição relativamente nova, o trabalho realizado era esperado. “O trabalho que procuramos fazer é formar atletas e cidadãos. Embora seja uma competição, procuramos dizer aos garotos que se divirtam, e que o sentimento de competitividade venha naturalmente. Enfrentamos equipes com muito mais estrutura do que a nossa, e os meninos deram show. Estou muito orgulhoso”, declarou o professor Ricardinho, que também é jogador de futsal e cinco vezes campeão da Taça TV Grande Rio de Futsal.

As crianças só viajam acompanhadas de pais, mães e/ou responsáveis. Para muitos as viagens às competições são verdadeiras confraternizações.  “Eu não tinha ideia da importância de uma viagem dessas para as crianças. Além do comprometimento,  e da “ responsabilidade” que elas internalizavam , vimos todas elas se divertirem, com canções e brincadeiras. Também a alegria de pessoas que não se conheciam se juntarem para torcer pelos filhos, não deixou de ser uma diversão entre familiares.  O meu filho tem apenas seis anos e acho que uma viagem dessa vem muito a acrescentar em sua vida. A Escolinha  RIA, na pessoa  do professor Ricardinho, mostrou muita responsabilidade com essas crianças, orientando e tendo o cuidado para que elas não se sentissem pressionadas. Fazendo com que os meninos se divertissem fazendo o que gostam. Afinal, são apenas crianças”, relata o policial militar da Bahia, Capitão Fábio

O atleta Milton Luiz, da equipe Sub-9, foi o goleador da categoria, com nove gols. Assim como vários jogadores brasileiros formados no futsal, também sonha ser um jogador dos gramados. “Eu gosto de jogar futsal. Mas eu sou fã do meu avô Pedro e queria ser atleta de futebol. Para mim, foi muito bom ser artilheiro. E divido isso com meus amigos e meu técnico e meus pais”, destacou.

Para quem se interessar, a Escolinha RIA funciona, na Arena Marvale, no bairro Alto do Alencar.

 

Ascom

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.