Exposição na casa de João Gilberto traz fotos raras do pai da Bossa-Nova nesta sexta-feira (12)

(foto: arquivo)

Como parte da programação do aniversário da cidade, comemorado na próxima segunda-feira, 15 de julho, a Prefeitura Municipal de Juazeiro irá prestar duas homenagens para João Gilberto, músico juazeirense que faleceu no último sábado (6), no Rio de Janeiro. As homenagens agora, segundo a gestão, revestem de um caráter ainda mais especial, in memorian.

Nesta sexta-feira (12), às 18h, haverá, na casa onde nasceu o pai da Bossa Nova, a exposição “João Gilberto, de Juazeiro para o Mundo”. No quarto de João, o público poderá ver fotografias raras e vídeos narrando sua vida e obra. Já no sábado (13), na Orla 2, às 20h, pertinho da sua escultura, será oferecido aos juazeirenses um show com a banda “Amadores Profissionais” que vai exaltar a obra de João Gilberto.

João Gilberto Prado Pereira de Oliveira nasceu em Juazeiro em 10 de junho de 1931. O músico morreu em casa aos 88 anos. Ele enfrentava problemas de saúde havia alguns anos.

O juazeirense foi um dos criadores da bossa nova. Ele concluiu em 1961 a trilogia de álbuns fundamentais que apresentaram a bossa nova ao mundo: “Chega de saudade” (1959), “O amor, o sorriso e a flor” (1960) e “João Gilberto” de 1961. O álbum que marcou o início do gênero em 1959, “Chega de saudade”, traz a música de mesmo nome composta por Tom Jobim (1927-1994) e Vinicius de Moraes (1913-1980).

Da Redação

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.