Selecionados

O fermento da maldade – Por Álamo Pimentel

” A intolerância expressa um sentimento coletivo produzido lenta e silenciosamente no cotidiano de grupos sociais que cultivam (e cultuam) diferentes formas de totalitarismo.  Age como dispositivo de subjetivação que fermenta a maldade contra as diferenças sociais para o prevalecimento de suas verdades únicas. O ódio e a estreiteza de visão constituem dois dos principais elementos expressivos das diferentes formas de intolerância. A ruptura da democracia no contexto brasileiro atual favorece ...

Ler mais »

O único senhor da razão é o povo! – Por Ricardo Almeida

“Numa eleição o cara (candidato a prefeito) lança o filho e a esposa candidatos à vereança, perderam. Noutra lança a esposa, perdeu. Numa eleição o candidato a vice, lança seu primo ( homem bom, digno e com um bom trabalho social), não se elegeu. Noutra, o empresário que recebeu seu apoio (bom candidato, diga-se), não se elegeu. Uma pré candidata à prefeitura, resolve ser candidata a vereadora e tem uma ...

Ler mais »

...

Foram-se as eleições… E agora Juazeiro?

E agora, meu querido e caro leitor? E agora , Sibelle e Blog Preto no Branco? Deixando os pesares e apesares dos dizeres pós-urnas, a eleição, no seu geral, foi democrática e quase sem atropelos (Pelo menos comprobatórios.) vis e errôneos. A nível nacional, para não dizer que sou provinciano ,aconteceu de acontecer o esperado.Queda contumbante do PT e a ascensão da direita ortodoxa.Disse que já era esperado a partir ...

Ler mais »

...

A extinção massiva dos rios brasileiros – Por Roberto Malvezzi (Gogó)

“O fenômeno da Pororoca, mundialmente conhecido, já não existe mais. Você sabia disso? As águas do rio Araguari, no Amapá, já não têm forças para chegar à foz e sofrer a força reversa das águas, o que gerava as ondas. Construíram barragens em seu leito para gerar energia, que vem para o sul do país, além de pisotear suas margens com manadas de búfalos. As águas do Araguaia estão cada ...

Ler mais »

...

Leitor, agora é com você.. Posso confiar?

Belê. Etapa final e é chegada a horíssima da nossa decisão no supra sufrágio universal :  A DEMOCRACIA DO VOTO POPULAR! É ficar na torcida de que sairá das urnas  o melhor para gerenciar a cidade como Prefeito  e para  o fiscalizar, legislar, honestamente,os melhores candidatos a vereador. Apesar, amigo leitor-eleitor de não ser tarefas das mais fáceis, é uma tarefa digna de  orgulho. Momento ímpar do qual somos o ...

Ler mais »

...

“Feminismo pra quem? Protagonizado por quem? “- Por Raylane Batista –

“Quais vozes são de fato ouvidas? Quantos problemas de mulher preta periférica são colocados na pauta principal na agenda ordinária dos movimentos feministas? Quando o dia-a-dia da mulher negra é contado de forma a conscientizar essa massa que se diz educada? Onde lutar por direitos, lutar por uma vida digna está na pele de toda mulher negra que tenta caminhar em uma corda bamba presa a um precipício de limites ...

Ler mais »

...

O mercador de escândalos por Álamo Pimentel

  Antes da votação do processo de cassação do seu mandato, na noite do dia 12 de setembro na Câmara dos Deputados, Eduardo Cunha reconheceu que estava ali pagando o preço por conduzir o ‘impeachment’ da presidenta Dilma Roussef. Eivou o seu discurso com vernáculo mercantil. Segundo seu raciocínio, pagou caro para ser rifado às vésperas das eleições municipais deste ano. E foi. A fé, o dinheiro e o escândalo ...

Ler mais »

...

“O delinquente caiu” – Por Jean Wyllys

“Hoje, muito tardiamente, o Brasil se livrou da presença nefasta de Eduardo Cunha na Câmara dos Deputados. Por 450 votos SIM, 10 votos NÃO e 9 abstenções, foi aprovado o requerimento do PSOL e a REDE que pedia a cassação do mandato do réu. Começamos essa luta sozinhos — eu mesmo enfrentei Cunha desde muito antes de ele ser presidente da Casa e avisei que ele era um perigo para ...

Ler mais »

...

“Tonha vai votar, sim! Ora Bolas”- Por Otoniel Gondim

Me pediu que avisasse. E dissesse  : Inté sairei num vestido de rendas comprado à altura  no calçadão da Benjamin Constant . Perfume escolhido de primeira a seu gosto, joiada,erotizada, a mais desejada eleitora de Juazeiro. Nesse dia nenhuma dandoca filha da mãe e daquela a usurparia  em ser a linda garota , não de Ipanema e sim  do Angary, insofismável, escrota e acariciada Rainha Elizabete do Brasil e da ...

Ler mais »

...

A democracia como poética da vida por Álamo Pimentel

  Biografias das lutas sociais produzem outras compreensões da democracia. Corpos que lutam carregam afetos, marcas e memórias de contemporâneos e ancestrais. Constituem-se corpos polifônicos. Expressam múltiplas vozes das experiências vividas em coletividade. Falam com (e não por) muitos outros corpos quando pronunciam suas sínteses de pertencimento à História. Este foi um dos legados do dia 29 de Agosto de 2016, dia em que a presidente eleita democraticamente em 2014 ...

Ler mais »

...